Páginas

terça-feira, outubro 18, 2011

Vítima ou protagonista ?

Até os 14 anos fui vítima.  Aí decidir ser protagonista.
Ser vítima é acreditar que os outros são responsáveis pelos seus problemas e que não há nada que você possa fazer. 
Ser protagonista é decidir tomar parte da ação e assumir alguma responsabilidade pelo resultado.
Na esmagadora maioria das vezes podemos interferir no resultado.  E interfirimos, mesmo quando adotamos a posição de vítima, esperando que alguém nos socorra ou "pagando" pelos nossos insondáveis pecados.
Ser vítima é relativamente fácil, mas muito desagradável.  Mesmo quando a gente consegue o que quer, sobra um gostinho amargo na alma.
Ser protagonista é mais difícil.  Mas mesmo quando a gente não consegue o que quer fica a certeza de que fizemos o que estava ao nosso alcance.
O fracasso dói mais quando não fizemos nada para evitá-lo.  O sucesso é mais gostoso quando trabalhamos para merecer.
Mas a coisa mais difícl da posição de protagonista é que sempre nos sentimos responsáveis pelos nossos atos.  É uma espécie de "efeito colateral". 
Claro que não somos mais responsáveis do que quem assume a posição de vítima.  A responsabilidade é igual.  Mas quem está na posição de vítima não se sente responsável por nada.
Isso é "pesado", principalmente quando se refere às pessoas que amamos.
De qualquer forma, já não é uma escolha.  Nem sei se foi um dia.
É assim que é, e fico feliz que não seja diferente.

12 comentários:

Unknown disse...

acho que vou dar esse texto pro meu filho de 13 anos ler. quem sabe ele mude de vitima a protagonista.

bjos...

Amélia disse...

Ser vitima ou protagonista e uma questão de escolha, mesmo que nem sempre seja tão consciente!!!

Beijos!

A. Marcos disse...

Existencialismo puro.

Carla P.S. disse...

Isso e' verdade e me torna um pouco auto-punitiva, sometimes...Not always.

Quero saber se ta de pe' nosso cafe' na conexao que vou fazer em sampa, aeroporto de guarulhos!! Dia 29 vou, chego ai dia 30.

Abs, e um cafe do 2nd cup pra hj.

Luna Sanchez disse...

Eu também fico feliz por isso, seu entendedor de lunices.

Sou pretensiosa, não me encaixo no papel de vítima nem mesmo por conveniência.

Um beijo.

Flavio Ferrari disse...

Nanda: o Ruben Alves disse que quando você diz ao adolescente o que ele deve fazer mata qualquer chance dele fazer a coisa certa ...

Flavio Ferrari disse...

Ti: livre arbítrio é algo que vale uma longa discussão ... que tal um final de semana na praia ?

Flavio Ferrari disse...

Marcos: penso, logo existo.

Flavio Ferrari disse...

Carla: manda um e-mail com seu "cronograma". Vou adorar tomar o café se for possível.

Flavio Ferrari disse...

Luna: bem que eu imaginava.

Ana Andreolli disse...

14 anos, q novinho hien?

Flavio Ferrari disse...

Ana: faz teeeeeeemmmmmmpooooooo