Páginas

quarta-feira, fevereiro 16, 2011

Você tem poder ?

Tenho observado que a máxima "o poder corrompe" é verdadeira, mas só para aqueles que acreditam no poder.
O que é, afinal, ter poder ?
De forma simplificada, seria a capacidade de realizar alguma coisa sem depender da vontade dos outros (definição livre de minha autoria).
De acordo com essa definição, todos nós teríamos pequenos poderes.
Mas o que se costuma chamar de poder está associado a dinheiro, posição social, cargo, ou qualquer outra coisa que nos permita "mandar" nos outros, ou seja, realizar coisas através dos outros, independentemente de sua vontade.  Um conceito associado a dominação.
Esse tipo de poder dá uma falsa sensação de independência.
Quem acredita nele sempre encontrará pessoas que poderá subjugar, mas também encontrará pessoas mais "poderosas", e será subjugado por elas.
A falácia é que esse poder é conferido pelos que acreditam.  Você domina os que acreditam que você tem esse direito, seja pelo dinheiro ou pela posição.  E como você também acredita, irá conferir esse poder aos outros também.
Além disso, é um poder que escravisa, já que perdê-lo significa perder a própria identidade.
Invertendo outra máxima popular, eu poderia dizer que, nesse caso,  "poder é querer".
Já que você "pode", então você "quer".  Como você tem o "direito", precisa exercitar o poder.  Outro passo para a dependência.
Curiosamente, boa parte das pessoas dedica uma parte significativa de suas vidas buscando essa forma de poder.
Tenho a impressão de que a maioria dos que chegam a ocupar posições de "poder" não são felizes, e isso não me surpreende.
E os que não conseguem chegar lá, apesar de seus esforços, são realmente infelizes.
A busca do "poder supremo" elimina o encanto dos pequenos poderes.
Me dou por contente quando sou capaz de desfrutar os pequenos e me esquivar da obsessão dos que buscam os grandes ...

13 comentários:

ANGELICA LINS disse...

Nada como simples coisas, para me dar simples alegrias. O poder de fato, não é tudo.


Ótimo texto!

mARa disse...

Já tive o desprazer de cruzar com pessoas que pensavam ter O Poder, lamentável tanta soberba...no entanto isso passa. Gosto da máxima popular...Se quer conhecer alguem dê-lhe o poder de uma caneta, ou dê-lhe um porre, ele vai se revelar..

Enfim...beijos então!

A. Marcos disse...

É importante na vida ser romântico como vc parece ser. O romantismo, assim como a religião, mitiga o impacto das mazelas da vida e distorce a realidade dura tornando-a mais palatável.

O poder e a dominação existem sem que tenhamos que conferi-lo a alguém. É, na minha opinião, imanente, inato e muitas vezes inconsciente.

Isso ocorre em todo o reino animal, do qual pertencemos.

Só para ilustrar, desde que nascemos: nossos pais exercem poder sobre nós, nossos professores também, nossos amigos também, os profissionais especializados v.g. engenheiros, médicos, advogados, técnicos de informática e por aí vai.

Até gente com os quais não nos relacionamos pessoalmente exerce poder sobre nós como vemos nos casos de guerras, manipulação de preços em nível internacional ou crises econômicas globais ou mesmo regionais.

Isso sem contar até o porteiro do prédio...

Unknown disse...

uau
isso e e poder das palavras.

bjoss...

Batom e poesias disse...

Você é poderooooso, Flavito!
Do jetio bom.

bjcas

Rossana

Tathiana disse...

Nunca tive ambição para este tipo de "grande poder" - o que, na minha área, pode ser considerado um grave defeito (mas eu não me importo).
Beijos.

Flavio Ferrari disse...

Angelica: poder e controle são ilusorios, a alegria não.

Flavio Ferrari disse...

Mara: curiosamente, a postagem anterior foi sobre o porre ...

Flavio Ferrari disse...

Marcos: não diria que sou um "romantico" no sentido que você preconiza. Acho que sou só mais velho....
De qualquer forma, creio que discordamos quanto a definição do que é poder.

Flavio Ferrari disse...

Nanda: tks ... sempre motivadora.

Flavio Ferrari disse...

Rossana: sobre os outros, nenhum, sobre mim, aprendendo ...

Flavio Ferrari disse...

Tathiana: somos dois ...

Denise disse...

"Sempre olhar como se fosse a primeira vez
Se espantar como criança a perguntar por quês?"

tem sido tão bom cuidfar só do q me compete,e de minhas escolhas.
Essa coisa de ter o poder é pra super heroi rsrsrsrs

beijo