Páginas

sábado, outubro 15, 2011

Inovação

Li em algum lugar que o Blackberry estaria prester a ser descontinuado, e o que indicaria isso é que já estava a 6 meses sem apresentar inovações.
É verdade que a RIM (fabricante do aparelho) tem lá os seus problemas e que pode ser vendida.
Mas o que me chamou a atenção foi o indicador.
Inovar virou uma obsessão. 
A inovação está para as empresas assim como o entretenimento está para os indivíduos.  É um processo diversionista.
Pessoas que buscam obsessivamente o entretenimento costumam estar fugindo de si mesmas.
Empresas obsessivamente inovadoras fogem de seus problemas internos.
As neuroses se retro-alimentam e caminhamos alegremente para o apocalipse, de mãos dadas, empresas e consumidores.
Não tenho nada contra a inovação, muito pelo contrário. 
Mas acredito que o marketing da inovação não é a única e nem a melhor alternativa para a maioria das empresas, assim como penso que passar a vida "na balada" não seja a melhor alternativa para o indivíduo.
Diversão e inovação são necessárias e interessantes.  Na medida certa, enriquecem.  Nos extremos, empobrecem, tanto as empresas quanto as pessoas.
E esse não é um pensamento inovador.
Platão (filósofo grego) teria dito que "a necessidade é a mãe da inovação".
Faz sentido.  Uma necessidade não atendida motiva a criação de uma solução para atendê-la.
A questão é que estamos invertendo a ordem natural das coisas e transformando a inovação numa necessidade.
Como consumidores, estamos pagando para alimentar nossas neuroses.
Como empresas, estamos criando um efeito semelhante àquele que solapou o sistema financeiro.
E é por isso que boa parte das empresas inovadoras tem uma carreira meteórica.
Não deixa de ser uma estratégia: criar, inflar e vender.
Mas as empresas que pretendem permancer não podem se deixar hipnotizar pelos fogos de artifício.
Existe sempre uma empresa altamente inovadora liderando um mercado.  Uma diferente a cada dois anos.
Preste atenção nas "inovadoras" que permanecem.  Microsoft, Apple, Google.  Boa parte de suas "inovações" cotidianas são apenas cosméticas, para atender (e alimentar) a demanda neurótica dos consumidores.  Apresentam inovações disruptivas em intervalos consideráveis de tempo e sustentam seus negócios com produtos "tradicionais".
Pessoas felizes também costumam ter o mesmo perfil.  Constroem uma base consistente para suas vidas e variam as formas de entretenimento.
Alguém pode dizer que as 3 empresas que mencionei não seriam comparáveis.  Mas são.  A explicação iria tornar essa postagem um tanto longa e estou com preguiça.  Mas posso explicar depois para quem quiser me pagar um chopp.

4 comentários:

Luna Sanchez disse...

Eu entendo isso. Gosto de estabilidade, gosto da minha rotina, não sou ávida por inovações externas mas pelas internas sou sim, estou sempre disposta a testar os meus limites mesmo sabendo que em alguns pontos não os tenho, assim como todos os seres humanos.

Isso me dá uma satisfação monstra e então dedico boa parte do tempo que meus amigos acham que eu deveria estar em baladas e shows, a cuidar da minha vida criativa.

Alguns deles dizem que sou chata. Eu digo que sou esperta.

E pretensiosa.

Tá, isso eu não digo, mas penso.

Te conto mais na hora do chopp.

Beijo grande, seu moço.

Ana Andreolli disse...

é bem isso, o lema da empresa q eu trabalho, INOVAÇÃO

Sentimental ♥ disse...

aha, eu preciso de inovação renovação ou qualquer ação q valha uma bela mudança...

Unknown disse...

網頁設計 網路行銷 關鍵字廣告 關鍵字行銷 餐飲設備 製冰機 洗碗機 咖啡機 冷凍冷藏冰箱 蒸烤箱 關島婚禮 巴里島機票 彈簧床 床墊 獨立筒床墊 乳膠床墊 床墊工廠 產後護理之家 月子中心 坐月子中心 坐月子 月子餐 銀行貸款 信用貸款 個人信貸 房屋貸款 房屋轉增貸 房貸二胎 房屋二胎 銀行二胎 土地貸款 農地貸款 情趣用品 情趣用品 腳臭 長灘島 長灘島旅遊 ssd固態硬碟 外接式硬碟 記憶體 SD記憶卡 隨身碟 SD記憶卡 婚禮顧問 婚禮顧問 水晶 花蓮民宿 血糖機 血壓計 洗鼻器 熱敷墊 體脂計 化痰機 氧氣製造機 氣墊床 電動病床 ソリッドステートドライブ USB フラッシュドライブ SD シリーズ