Páginas

domingo, fevereiro 24, 2008

O que você vê na TV ?


(Essa postagem foi originalmente imaginada para o Vestiário Masculino - blog em beta-teste, mas não iria ficar suficientemente machista ...).

As mulheres costumam ter dificuldade para compreender a relação do homem com o controle remoto.
A questão é bastante simples, na verdade.
Em primeiro lugar, homens gostam de sentir que têm tudo sob controle.
Em segundo lugar, a programação da TV geralmente não é feita para homens. Seu ritmo é feminino.
O primeiro ponto é auto-explicativo. O controle remoto é uma das melhores invenções da humanidade para sedimentar a ilusão do controle.
Já o segundo, carece de alguma explicação adicional.
Peça para um homem e uma mulher descreverem o mesmo filme.
A descrição do homem tenderá a ser sumária:
- Bem ... no começo do filme um cara rouba o outro. Aí o outro passa o filme todo tentando pegar o tal cara. Tem uma cena fantástica de perseguição ... os caras destroem duas Ferrari novinhas ... incrível. Ah... e quando o cara ... o que foi roubado ... consegue seduzir a namorada do que roubou, rola um striptease fantástico ... e o cara deixa a garota na mão, só de sacanagem ... No final os dois se encontram, quebra o maior pau, descobrem que a safada armou para os dois e ficam amigos. Muito bom, cara ...
E aí estão duas horas de filme em um parágrafo.
A descrição da mulher tenderá a ser bem mais apurada. Incluirá locações, cenários, trajes, personalidades, e inúmeros detalhes de cada cena seguidos de comentários e comparações com a vida das amigas. Não caberia numa postagem e, provavelmente, levaria mais de duas horas para ler. A cena da perseguição de carros provavelmente seria omitida. Na do striptease concentrariam-se em descrever a lingerie da mulher e as reações do homem, com eventuais comentários sobre celulite e silicone.
Para não me extender mais, o homem não precisa assistir o filme inteiro, já que não se interessa muito pelos detalhes. Assim, pode assisitir dois ou três filmes ao mesmo tempo, graças a essa pequena maravilha moderna (o controle remoto), durante o intervalo do futebol.

16 comentários:

Udi disse...

Zapear entre um filme e outro eu até entendo, mas por quê precisa ver os mesmos gols várias vezes? E o quê agrada tanto em um bando de homens, sentados em uma mesa redonda, falando sobre outro bando de homens que passaram 90 minutos correndo atrás de uma bola?

Ti disse...

Udi,

E o que será que agrada tanto as mulheres falarem sem parar, mudarem de assunto a todo o momento e nem mais se lembrarem daquele assunto inicial?

Anne M. Moor disse...

Acho que ainda não acordei direito... Li o teu post Flávio de início a fim, como boa mulher (como descrito no texto), mas juro que não entendi!! Será que eu sou mesmo de outro planeta? Esses papéis esteriotipados vindo de ti?????? Eu posso pensar assim, at the snap of my fingers, em vários homens que cabem na tua descrição de mulher e vice-versa...
Quando eu acordar leio de novo pra ler as entrelinhas :-)

zuleica-poesia disse...

Que bom te encontrar com um tempinho para ver televisão ou só brincar com o controle remoto. Linda a foto das garotinhas (ti e filha).

Flavio Ferrari disse...

Ora Anne ... eu avisei que originariamente era para o Vestiário ...

Anne M. Moor disse...

Flávio... ah cooooooooooomo eu precisava de imagens aquiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii!!!!!!!!!! hahahahahahaha

Raffaella disse...

ih rapaz, acho que estou entre homem e mulher, nesse caso.

Ernesto Dias Jr. disse...

Eu também, Raffa. Acho que vou comprar um armário.

É! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
É! disse...

É por isso que os homens dizem que a gente faz drama... a gente não zapeia! Queremos ver o filme até o final, até as lágrimas... rs...

Jorge Lemos disse...

Príncipe:
Perdi o comentário feito dos meus 6 controles. Pena. Falava eu que, fora o jogo dos Santos, que vejo, as vezes com o Walmir quem escolhe e promove o meu programa é a Stefany. Não lamento. Nossos gostos recaem sobre temas mais clássicos. Nada de BBB, SS e outras babaquices periféricas.
TV paga, escolha precisa e esportes partilhados.
Pô, tambem são 50 anos, meu!

Udi disse...

Ti, vamos marcar uma happy prá uma dessas sessões femininas que eu adooooro?!
...mas como foi que isso começou, mesmo?!

Walmir Lima disse...

Acho que o controle remoto dá mesmo um certo sentido de poder a quem o detém, mas o que eu sinto mesmo é um prazer meio que relacionado com a brincadeira de fazer mágicas, que tinhamos como crianças. O controle remoto para mim dá a mesma sensação da brincadeira de ter "uma varinha mágica" nas mãos... um movimento e... Puf! Ela faz o que eu quero.
Ih! Acho que perdi o controle...

Walmir Lima disse...

Eu, já gosto de assistir o que eu escolhi, do começo ao fim.

Anne M. Moor disse...

O controle nos dá até essa sensação de brinquedo que o Walmir aponta e brincar com o sono no momento entre o ainda acordado e o quase dormindo... :-)

Glaura disse...

Só não consigo entender a velocidade. Muda-se de canal antes mesmo de se saber o que passa no anterior!
Ti e Udi: não se esqueçam de me chamar para o Female-Happy!