Páginas

sexta-feira, janeiro 15, 2010

Aquidauana

Estava fazendo uma pesquisa na internet quando, sem querer, tropecei nas notícias sobre a enchente em Aquidauana (MG). A coisa por lá está realmente cabeluda.
Fazia tempo que não ouvia falar da cidade. Nos idos tempos de colégio e faculdade, as brincadeiras com nomes de cidades eram comuns, e Aquidauana, por razões óbvias, era uma "top of mind".
Lembrei-me da clássica lenda sobre a proibição de casamento entre os homens de Pau Grande (RJ) e as mulheres de Curralinho (PA).
As cidades com nomes de origem indígena nossas maiores vítimas.
Cuiabá (MT), por exemplo, recebia a explicação de que "iá bah" significava "grande e belo" em guarani.
As com nomes que aceitavam trocadilhos também figuravam entre as mais populares.
A turma de Colatina (ES) era citada como exemplo de bom desempenho escolar.
Ao orgão sexual masculino era atribuida o selo de origem de Mimoso do Sul (ES).
O privilégio de ser o primeiro a namorar uma garota de Cabaceiras, na Paraíba, era disputado a tapa...
A turma que chegava adiantada aos encontros era de Jataizinho (Paraná).
Me ocorreu um pensamento ... a gente reclama de falta de tempo, mas quando tem tempo sobrando não faz nada de útil com ele ...

9 comentários:

Barbarella disse...

hehe......tenho várias idéias para fazer no tempo ocioso...rs

baccio

Carla P.S. disse...

Eu sempre acabo lendo um livrinho na praia...
E outras idiotices, com certezas tão dignas quanto o teu passatempo...

Ainda bem que eu nasci em Santa Maria, e estudo, racionalmente, em Santa Cruz.

Batom e poesias disse...

Flavito,

Não se menospreza pois sua postagem teve uma enorme utilidade.

Me fez dar boas e gostosas risadas.

Bjs

e daí? disse...

mamãe ja dizia: cabeça vazia, oficina do demo...hehehehe
então, to sempre cheinha de ideias...rs

Anne M. Moor disse...

You feeling at a loose end my luv??????

Udi disse...

:)))
fazer as pessoas rirem não é uma atividade útil?!

huáhuáhuá...!

The Blues Is Alright disse...

Pode-se dizer que a culpada por Nenenlândia existir é Pintolândia.

Luna Sanchez disse...

Não me incluo nisso, eu sempre aproveito bem meu tempo livre e não-livre.

Beijo, beijo.

ℓυηα

Sentimental ♥ disse...

tudo o q se faz do próprio tempo é útil, como vc com esse post, pq se não fosse por ele, eu jamais saberia da impossibilidade de casamento entre Paus Grandes e Curralinhas... [essa eu juro q não sabia.]
bjs