Páginas

terça-feira, setembro 13, 2011

Pergunte para sua Miss

O momento perolado dos concursos de Miss é a sessão de perguntas e respostas.
Fico imaginando o tempo gasto na preparação de ambas.
O "set" de perguntas clássicas  (o que você mudaria ?, se pudesse fazer um pedido? o que faria pela paz mundial ?) é permanentemente remodelado e complementado pelo tema de ocasião (neste ano foi o respeito às diferenças culturais), cuidadosamente embebido em perguntas pseudo-encurralantes (a vencedora da noite foi a pergunta sobre a praia de nudismo, uma verdadeira obra de arte).
Os Miss-Coachs preparam as misses com a mesma técnica utilizada para preparar nossos políticos mais experientes.  Qualquer pergunta serve de base para uma resposta adrede preparada que, neste ano, precisaria incluir a palavra "respeito".
As guerras são uma falta de respeito, os costumes nudistas precisam ser respeitados, quem for casar comigo precisa respeitar minha religião (foram as respostas das misses neste ano).
Andei pensando em lançar um novo jogo de tabuleiro.  Como tenho pretenções internacionais, escolhi um nome inglês: "Miss Understood - The Universal Game".
O jogo é simples.  Nas primeiras 2 rodadas ninguém faz nada.  Os jogadores trocam de roupa e passeiam pela sala. Vizinhos são convidados para dar notas e um vendedor da barraca de frutas da feira de domingo descreve o que está acontecendo.
Na terceira rodada todos compram uma carta.  Os vizinhos do monte de perguntas e os jogadores do monte de respostas. As cores das cartas definem quem irá perguntar para quem.
Os jogadores precisam responder em 45 segundos, usando a palavra que está na carta sorteada.
As respostas não valem nada e os jogadores trocam de roupa novamente.  Os vizinhos dão novas notas.
O Ernesto é convidado na última hora para contar os pontos e é informado de que o dono da casa precisa ficar entre os 3 primeiros,  O critério para definir o vencedor muda a cada edição do jogo.  Na versão de lançamento, em 2011, o primeiro lugar vai para quem for vítima de bullying e o último para o fumante. Se não houver fumantes perde quem não separou o lixo reciclável ou para quem invadiu a faixa de pedestres.  Vítimas de bullying todos somos.  Se houver dificuldade para escolher o pior caso, o prêmio vai para quem se recusar a contar.


ps - Essa postagem iria ser sobre o que perguntar para sua namorada ... mas acabou tomando outro rumo.  Coisas da escrita.

4 comentários:

Rose de Almeida disse...

Diga aí, meu comentário sobre a pergunta da praia de nudismo te deu um start!

Flavio Ferrari disse...

Rose: você e o Eduardo Carvalho, que postou umas perguntas hilárias no facebook, foram a inspiração.

Tai disse...

hahahahahahaha muito bom!!! crítica inteligente e sarcástica.

Batom e poesias disse...

Estou gargalhando alto e com gosto.

Delícia de post.
bjcas

Rossana