Páginas

quinta-feira, novembro 10, 2011

Conversa de cáfila

Um camelo e um dromedário se encontram numa cáfila e começam a conversar.
- Do que  estás rindo ? - pergunta o dromedário.
- Ah ... h'abibe ... desculpe-me.  Mas não pude deixar de achar graça desse teu jeito desengonçado.  Mas não deveria rir da tua desgraça. - responde o camelo, com um ar de superioridade.
- Mas, por Allah, de que desgraça estás falando ?
- Não precisa envergonhar-te ... não é culpa tua haver nascido assim, alijado de uma corcova.
- E o que o faz pensar que sou eu quem tem uma a menos ? Olhando daqui me parece que você é quem tem uma depressão no lugar onde deveria ter uma corcova.  Na falta de uma exuberância, te sobram duas protuberâncias.
- Mas que conclusão absurda !  Será que a corcova que te falta é a do bom senso ?
- De um camelídeo para outro, você anda com pensamentos muito ocidentalizados ...
- Mas isso já está se transformando em assédio moral !
- Eu disse ... daqui a pouco vai querer me processar.
- Hara .. isso é que dá discutir com desprovidos.
- Olhe ... eu poderia perder meu tempo tentando convencê-lo de que tenho razão, mas não vejo utilidade nisso.  Segundo Darwin, se camelos fossem uma opção evolutiva melhor, seriam maioria. Fato é que existem 10 dromedários para cada camelo na face da Terra.
- Pois é !  São necessários 10 dromedários para fazer o trabalho de 1 camelo ... Rá !
Enquanto isso, um pequeno falcão que sobrevoava aquele trecho do deserto em busca de comida, vislumbrando a longa fila de camelos sorriu e pensou:
- Cara ... não posso reclamar da vida.  Imagine ter que atravessar essa região em cima de 4 patas !!

6 comentários:

Berzé disse...

Que texto enxuto. Faz bem nessa manhã(e em qualquer outra).
Abração!
Berzé

Flavio Ferrari disse...

Tks, Berzé.

Luna Sanchez disse...

Eu gosto com três protuberâncias.

=)

Sentimental ♥ disse...

viva as diferenças...

Ana Andreolli disse...

hahahaa é uma boa analogia, se eu bem entendi.

Débora Brotto disse...

Muito bom! haha