Páginas

terça-feira, novembro 29, 2011

Humor e arte

Estava eu lá na Mercearia da Vila Madelena, prestigiando o lançamento do livro da amiga blogueira Christina Montenegro - "Homem ainda não existe", uma lacuna que talvez pudesse ser preenchida com minha ausência ...
Na conversa entrecortada pela chegada dos amigos, ela comenta algo sobre a importância da arte e do humor ... não me lembro exatamente o que ela disse porque estava lutando por um pastel naquele momento.
Uma particularidade desse bar é que você não pode ordenar pastéis.  A cada aproximadamente 20 minutos um garços circula entre as mesas perguntando quem quer pastéis e a quantidade não é suficiente para todas as pessoas presentes.   Creio que é para estimular a competitividade.
Christina nos apresenta uma amiga recém chegada, que carrega a cúpula de um abajur.
Sem pensar duas vezes eu digo:
- Percebe-se que você é uma pessoa iluminada !
Christina já está conversando com um outro amigo, curador, que ainda não teve a oportunidade de ler seu livro, insistindo que sua opinião seria muito importante para ela.
E eu me pego dizendo:
- Faça algum comentário sobre o número de páginas ou a qualidade do papel ...
Nesse momento, a conexão entre humor e arte tomou forma em minha mente.  O humor, como a arte em geral, tem natureza catártica, purgatória.  A pintura, a escultura, a música e a piada simplesmente transbordam porque não cabem mais dentro da pessoa.   É uma energia que busca a oportunidade para escapar ... um papel em branco, uma pedra especial, um instrumento musical ou uma situação inusitada (como a chegada da mulher com a cúpula).
A piada espontânea, como a arte, não são produzidas para agradar ou entreter, seja a platéia ou o autor.  Nem mesmo para instigar ou chocar.  Nascem para aliviar uma espécie de pressão interna.
O resultado deste insight é que vou dormir me sentindo um artista.

(arte: Fine Art America)

10 comentários:

Ti disse...

Esta aí uma qualidade deliciosa em você... Excelente humor!!!

Isto somado a sua inteligência, só poderia dar em comédia... As vezes dramática, as vezes romântica e muitas vezes auto-referenciada!

Esta última, só mesmo pessoas tão especiais como você são capazes...

Beijos madrugadores...

Flavio Ferrari disse...

Ti: se já está assim inspirada a essa hora da madrugada, hoje o dia vai ser bom !

Luna Sanchez disse...

Um artista comedor de pastéis disputados.

Beijos, Flavio.

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Estou muito 'besta' com seu texto: estar presente nele vai me fazer sair à rua de nariz empinado por alguns dias... rsrsrsrs
Acrescento ao comentário da Ti, que seu humor prá mim é um sinal-farol-sem-cúpula de inteligência; burrice dificilmente adquire o senso crítico necessário para tal...
OBRIGADA! Vou guardar este texto como quem guarda um colar de pérolas!
Tô te mandando um e-mail com outra coisa sobre seus livros. BEIJOS para você e Ti!

Flavio Ferrari disse...

Tks Christina. Vindo de quem é casada com um humorista profissional o elogio é ainda mais gostoso.

Flavio Ferrari disse...

Luna: descrição sintética e objetiva do sujeito situacional.

Valéria Nagy disse...

Um texto perfeito!

Anne disse...

Queria muito ter estado lá... Estou lendo o livro e adorando!

beijão
Anne

Francisco Gonçalves de Oliveira disse...

Excelente crônica. Estive no lançamento do livro: Homem Ainda não Existe, da amiga Christina Montenegro e realmente estava deliciosamente agradável o evento. Mesmo oculto, entre os amigos da escritora, presente, estou feliz por fazer parte desse seleto, (que foram ao lançamento) grupo de amigos.
Estou adorando o livro!

Erika disse...

Hahaha ri sozinha... Competitividade e iluminada! Kkkk gostei! Bj