Páginas

sexta-feira, abril 07, 2006

Expressões Brasileiras 2: “Deixa comigo”




Nossos colegas latino-americanos se encantam com algumas expressões típicas do Brasil.
Um amigo chileno acha muito divertida nossa obsessão com a legalidade. Como ele bem observou, sempre que nos encontramos, antes de iniciar qualquer conversar perguntamos se tudo está legal.
Outro, mexicano, morre de rir sempre que alguém muito irritado afirma que “assim não dá”.
Mas a expressão que melhor representa os brasileiros, segundo a opinião de nossos colegas de habla hispânica, é “deixa comigo”.
“Deixa comigo” traduz a essência do talento brasileiro para a improvisação.
Além de indicar extrema boa vontade e interesse para com o problema do interlocutor, demonstra o poder de desarticulação de tensões e de harmonização de nosso povo.
Imagine a situação: você esta participando de uma discussão tensa sobre um problema que precisa ser resolvido. São 19h30 e você prometeu à sua mulher que estaria em casa antes das 7 para um jantar com amigos. A reunião não terminará antes que se encontre uma solução para o problema.
Problema por problema, você se vê tentado a lançar mão do bordão: “deixa comigo que eu resolvo”.
Todos concordam, a reunião se dissolve e você pode ir para casa resolver o outro problema (do atraso).
A diferença é que um companheiro latino menos avisado realmente acredita que você assumiu a responsabilidade pelo projeto em questão, a menos que esteja familiarizado com a cultura empresarial tupiniquim, que não considera relevante a atribuição clara de responsabilidades e de limites de autoridade.
E o interessante é que não se trata de uma questão de má fé. Legitimamente, você tentará encaminhar o problema no dia seguinte, embora provavelmente não tenha conhecimento ou autoridade suficiente para fazê-lo.
E se não der, convocará outra reunião, preferivelmente em um dia que não precise sair mais cedo para algum outro compromisso.
Certamente aparecerá outro candidato para assumir a responsabilidade por um novo período.