Páginas

sábado, agosto 25, 2007

Miss Saigon

Assisti Miss Saigon, gentil convite dos amigos da Editora Abril.
Montagem excepcionalmente boa. Atores da melhor qualidade e cenário bacana. Direção e coreografia perfeitas.
O roteiro não é lá essas coisas e musica traduzida é sempre um problema. Mas dá para encarar.
Chorei muito no final.
Tocou um lado meu que ainda quer acreditar em encontros de almas, amores eternos e contos de fadas a moda antiga.
Certas incertezas ...

9 comentários:

Ernesto Dias Jr. disse...

There's no way out, my friend. There's no way out.

Anne M. Moor disse...

E tudo isso existe MESSSSSSSMO... Quer queiramos ou não. Acredita!

É! disse...

não assisti ainda..
tenho issues com filmes que JÁ SEI que vou chorar de antemão...
mas tá anotado na listinha.
De qualquer maneira, penso no que seria de nós se passássemos a não crer mais no amor e nessas coisas, sabe?! Essa busca por paz é que nos move, mesmo que não a encontremos nunca, a busca em si é riquíssima... Se desacreditarmos, paramos. nhé. rs.

Ti disse...

Delícia,

Continue acreditando... Ainda existem... São fortes, intensos e eternos...Mesmo que o conceito de eternidade seja relativo...

As incertezas fazem parte da vida e a melhor coisa a fazermos é aprender a conviver com elas e dar a importância que realmente merecem a cada momento...

Beijos

Beijos

É! disse...

filmes? ops!

disse...

Esse choro foi bem chorado....

Udi disse...

Bacana ter a oportunidade de acompanhar esse teu processo. Você sabe, como poucos, compartilhar das emoções com os amigos.
Gosto disso, que parece ser uma nova fase tua! Mais você (oops! ainda existe o programa da Ana Maria Braga?)

Jorge Lemos disse...

Basta crer!

Denise Fernandes disse...

Ainda bem que existem pessoas que, apesar de tantas incertezas, são crentes no amor e têm esperança de encontrá-lo...isso é maravilhoso.
Beijos