Páginas

sexta-feira, janeiro 02, 2009

O importante ...



Não resisti ... com tantas retrospectivas, nos jornais, revistas e televisão, resolvi fazer a minha antes de dormir.
Concluí que 2009 foi um ano particularmente intenso para mim.
Muitas alegrias, bastante diversão, consolidação de novas amizades, momentos gostosos com os filhos e a deliciosa companhia da Ti.
Grandes desafios no trabalho, superados ou bem encaminhados.

Os dissabores foram poucos, embora entre os maiores que já tive, tanto no trabalho como na vida pessoal. Descobri que estava preparado para enfrentá-los (ainda bem).
Sinto que aprendi muito. Amadureci mais um tanto. Começo o novo ano melhor.
Como sempre canta o Roberto, o importante é que emoções eu vivi !

6 comentários:

Anne M. Moor disse...

Flávio,
Eu sempre gosto de fazer essa retrospectiva e, em especial, lembrar das coisas boas que aconteceram no ano que finda. (Vide Life... Living...)

2008 também foi bom comigo e aprendi MUITO sobre mim e sobre o mundo. Enquanto ainda possamos tirar proveito de dissabores e de coisas boas, estamos vivos!

Beijo grande

A.Tapadinhas disse...

Dar importância ao que é importante é um sinal de maturidade...
L´important, l´important c´est la rose...
1.º Abraço de 2009!
António

Jan disse...

Eu sempre fiz retrospectivas...mas nesse ano, já é dia 2 e ainda não.


O.o


Estou me perguntando pq...
É bom, né?
Aind mais quando a gente vê que cresceu, como tu.

Bueno, obrigada pela visita no Pontivista.
^^

Respondendo:

Creio eu que um misantropo não necessariamente odeia a si mesmo.
Alguns, como coloquei, acham-se os únicos serem "que prestam", odeiam a todos mas eles não. Alguns odeiam a todos, têm antipatia por si, mas acham que ainda tem jeito. E há, claro, os que realmente odeiam a si (creio ser o caso de muitos suicidas, viciados, como os do meio artístico...mas isso é só uma "achação).

Sobre os cães, acho que mesmo que a pessoa se esforce, nenhum ganha, apenas um fica mais alimentado e resistente se formos conscientes sobre eles. Mas o outro está sempre ali, pronto para passar a comandar a situação, e às vezes é necessário mesmo.
=)






Grande abraço!!

Add nos favoritos, vou te visitar de vez em quando, temos amigos em comum.

Flavio Ferrari disse...

Anne: eu não costumo, mas fiz. O ano mereceu ... Vivos, e com saúde.
Tapadinhas: por outro lado se o rei morrer, viva o rei ...
Jan: coisas de psicanalizado ..

Jan disse...

Hehehehe, realmente, realmente.

=)

Érica disse...

Fiz coro, mas chorei quando acabou, pra dizer a verdade. Talvez por um misto de alívio e orgulho pro ter conseguido passar pra próxima fase. U.F.A!
Bjos!