Páginas

segunda-feira, setembro 07, 2009

Funk


Estava assistindo uma série na TV e um dos personagens utilizou a palavra "funky" como sinônimo de moderno ou atual.
Fui dar um giro pela net e desocbri umas coisas interessantes sobre o funk.
Nunca entendi bem como é que o funk americano, derivado do soul, do jazz e do R&B desembocou nos bailes funks aqui no Brasil.
Pura ignorância, confesso.
Originalmente, a palavra funk, em inglês, significava "cheiro do corpo" ou "cheiro de sexo". Foi adotada posteriormente para denominar um novo estilo de música, lenta, sensual e dançante.
Numa "jam session", os músicos se auto-encorajam a "to get down" colocando algum "stank" na música.
"Get down", nesse contexto, refere-se a uma postura quase ritual, de origem africana: juntar os tornozelos e joelhos e abaixar-se lentamente. É uma reverência que evoca profunda espirtualidade e conexão com a terra, ao mesmo tempo em que representa vitalidade e juventude. "Stank" é uma combinação de "stink" (cheiro) e "funk".
Ou seja, tivemos onde buscar a inspiração para a sacanagem.
Agora entendo o olhar de profunda espiritualidade da platéia diante das popuzudas...

(foto: http://concursonaveia.wordpress.com/2009/03/23/solta-o-panacadao/)

14 comentários:

Simone Schuck disse...

Adaptando ALGUMA frase de ALGUÉM:

Existe um abismo enorme entre a dança sensual e a dança vulgar. Duas características que as diferem são a sintonia espiritual e a ignorância sexual. E tenho o dito.

Cris Animal disse...

Flávio essa palavra me remete uma sensação terrível e se julgo-me até então, uma pessoa sem preconceitos, passo a tê-los quando escuto ou leio "funk".
Alguma coisa que ainda não consegui digerir. Pode ser pura imaturidadee falta de um raciocínio lógico, como vc teve, mas a verdade é que no dia 02/06/2002 posso dizer que perdi um amigo, pq foi mais do que algumas relações profissionais. Tim Lopes foi brutalmente assassinado e tudo pq ele queria levantar a verdade desse inferno em nosso país.
ow ow

Fica valendo sua pesquisa, mas funk é como a lavagem do crime: tráfico e crime( tirando a pedofilia existente).

ow ow de novo....melhor eu não comentar mais....rs

beijo pra vc e bom começo de semana já começada!

Nanda Assis disse...

poxa, nunca imaginei, pensava que nem tradução tinha.

bjosss...

......@.............@
....@.@.@.@..@..
..@........@..........@
.@............@....@@
.@..............@@..@
..@..............@...@
....@...........@..@
.......@......@..@
............@..@
................@
..................@
...................@
....................@........@@@
....@@@@..@....@..........@
.@.............@@@......@@
.....@@@.......@..@@
.......................@
.....................@
.....................@

Ava disse...

Flávio, junta-sea essa miscelância,
as brasileiras boas de bundas, que deram ao funk, uma conotação puramente sexual...

Dá para entender o olhar "espiritualizado"...rs

Boa semaninha para voce!

Beijos!

Ava disse...

Ah, um post a parte, sobre as músicas... Que tal?


Bjs

e daí? disse...

"Agora entendo o olhar de profunda espiritualidade..."
sua ironia...

as viciadas disse...

e eu achando que funk era só esculhambação.

beijos, L.

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

"É som de pretoooo, de faveladoooo, mas quando toca, ninguém fica paradooo..." rsrsrsrs
Recomendo (especialmente às moças) a leitura de " A prostituta sagrada" de Nancy Q Corbett...
E salve Venus! rsrsrsrs
BJS!
(Tô meio sumida porque estou levando uma surra da troca de email para o GMAIL, mas já já tudo se normaliza!)

Ti disse...

Segundo os religiosos as imagens são objetos para lembrarmos da leveza da alma... da espiritualidade... Cada um escolhe a sua!!!

Beijos

Carla P.S. disse...

Se a gente estudar a fundo as origens, as letras ou -iéca- inventar de ir num baile funk, pode até ficar assustado ou enojado.
Mas o batidão anima, ah, se anima!
É como pagode que eu ouço as vezes.

As águas de março..Só tu mesmo! =)

Batom e poesias disse...

DJ aumenta o som que já tô de sainha...

bj
Rossana

Luna Sanchez disse...

É, as origens ficaram de lado, mesmo. Não noto nem sombra de espiritualidade ou busca pela conexão com a terra...também, com aquela doida "cantando" : "...sou cachorrona, mesmo, e late que eu vou passar...", fica bem difícil.

* Eu que me julgava, ao menos teoricamente, por dentro dos assuntos, fiquei bege quando li sobre a tal "Dança das Cadeiras" nos bailes funk. =\

Beijo, Flavio.

ℓυηα

Érica disse...

" tá manêro"

Sentimental ♥ disse...

é verdade, esse texto explica tudo...
bjs