Páginas

domingo, julho 24, 2011

Distâncias

Então resolvemos dar uma caminhada pela praia de Itaguá (Bertioga/SP).  Conversa animada, passo acelerado, com o objetivo de chegar na outra ponta.
Uma hora e quarenta minutos depois encontramos um pequeno bar, paramos para beber um suco e perguntamos quanto faltava para chegar ao final da praia.  Na estimativa do simpático senhor, pelo menos mais uma hora.  Resolvemos voltar.  Não daria tempo de ir até a ponta e retornar antes do por do sol.
Curioso notar que seriam necessárias quase 3 horas de caminhada para chegar até a ponta de uma praia que estava logo alí, ao alcance da visão, tempo maior do que o necessário para ir até Buenos Aires de avião.  Quase o dobro do tempo para voltar para São Paulo de carro.
Lembrei-me das histórias do tempo do Império, com Don Pedro e a corte subindo a serra a cavalo, de Santos para São Paulo (com direito a uma paradinha para pernoite na casa da Marquesa de Santos).
Uma carta para a Europa levava meses para chegar.
Outro ritmo.

6 comentários:

e daí? disse...

to querendo outro ritmo, pra mim...

Fernanda disse...

Isso é verdade! E é mais interessante ainda que essas mesmas 3 horas caminhando pareceriam mais longas que as 3 horas voltando pra SP ou as 3 indo pra BsAs. Longas no sentido de bem aproveitadas. O tempo parece que passa mais devagar em lugares assim. É o ritmo que você citou...

Ana Andreolli disse...

adoro bertioga!

=))

Maggie May disse...

dizem que o tempo é uma questão de espaço…será?

Sentimental ♥ disse...

ainda bem q perguntaram...

Luna Sanchez disse...

Pernoite na casa da Marquesa?

Também quero!