Páginas

quinta-feira, fevereiro 16, 2012

Carnaval e liberdade


Tal qual a dama famélica
Em longa e torturante dieta
Busca o incauto prisioneiro
Numa linda bacante feérica
Saborear a liberdade concreta
Que lhe faltou o ano inteiro
É carnaval, companheiro !
Mas se muito bem me lembro
O ano começa em janeiro
E só termina em dezembro
É como um sábio já dizia ...
Não se vive tudo num dia.

2 comentários:

Sentimental ♥ disse...

ainda bem q é um dia por vez...

Paty Michele disse...

mas no carnaval, meu caro, tem gente que quer viver tudo em poucos dias...

abração!