Páginas

quarta-feira, fevereiro 15, 2012

O novo e o velho


Meu amigo Luiz Motta, Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento (tecnológico) do IBOPE Media e responsável pela criação dos dispositivos para medição de audiência, foi desafiado a responder como faria para acompanhar a revolução tecnológica da mídia em suas múltiplas plataformas.  Com sua peculiar elegância e serenidade respondeu algo como:
- Por mais que avance a tecnologia, o ser humano seguirá acessando os conteúdos através de dois dispositivos conhecidos: "Visão 1.0" e "Audição 1.0".
Num capítulo da série Lost, um professor de matemática explica a um dos personagens (o Desmond) que estava perdido entre o passado e o futuro, que precisaria encontrar uma constante "comum" a todos os períodos para "ancorar-se".
Neste mundo de mudanças aceleradas, nossa "constante" é o ser humano.  Como bem filosofou o genial Luiz, mudamos muito mais lentamente do que o cenário tecnológico.
Quer respostas, procure onde elas estão: nas pessoas.

3 comentários:

Sentimental ♥ disse...

o tempo todo tudo muda muito rápido...

Insana disse...

Um constante comum.... cho que é o ponto onde mais se perde...

bjs Insana

Erika disse...

Perfeito! Afinal em qualquer obra ou desastre, tem um ser humano por tras!