Páginas

sexta-feira, janeiro 11, 2008

Auto-ajuda para executivos


Do livro de auto-ajuda para executivos que, um dia, Ernesto e eu escreveremos, extraí a seguinte passagem:

" Os japoneses, mestres em administração e gestão, recomendam que todo executivo seja treinado no método Idai.
Esse método é derivado da doutrina Yeukon (do grande mestre budista Yeukon Ysso), que prega o total desapego aos problemas.
Pelo método Idai, o executivo é preparado para adotar uma postura adequada ao desenvolvimento das competências de sua equipe. A chave do método é estimular cada membro da equipe a buscar soluções para os problemas, ao invés de trazê-los para o executivo.
Cada vez que um membro da equipe apresenta o problema, o executivo apenas tem que lembrá-lo do método.
Um exemplo:
Gerente: a rotuladora parou de funcionar !!!
Executivo: Idaí ?
Gerente: bem ... vamos ter problemas com a entrega do lote prometido para o cliente ...
Executivo: Idaí ?
Gerente: Pô ... isso é um problemão !! Temos que faturar antes do final do mês ... ou não vai ter grana para pagar os salários !!!
Executivo: Idaí ?
Gerente: Deixa para lá .... vou ver como resolvo isso ....
Detalhes sobre a aplicação do método e modelos de treinamento podem ser encontrados no anexo 23. "

17 comentários:

disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK.
10*************.
Quem mandou o executivo contratar o Taqueu pra gerente:
-Falar COMIGO? DE NOVO?!!
Taqueu Pariu que cara chato!!!!

Anne M. Moor disse...

Hahahahahahahahahahaha - Adorei! Qualquer um dos dois métodos devem sempre dar resultados!! Agora o Yeukon Ysso é tope de linha...

Jorge Lemos disse...

Tadeu Kaka ficou rico
ao aconselhar executivos.

Auto Ajuda é você meter a mão num bolso, tirar o dinheiro e passar para o outro bolso com ziper?

Ti disse...

Tem também o método TV (Ti vira!!!)

é! disse...

acho que uma cópia pirata já andou rodando por aí, pq nem bem o livro saiu do forno e meu chefe já o tem... melhor investigar, meninos!!

Luisa Fernanda disse...

Bueno, pienso que un concepto como este, de verdad, representa el mundo moderno de los negocios, de los consultores, y, por que no, de un desafío ante los esquemas culturales actuales.

Un verdadero maestro puede tener varios métodos de instruir, la didáctica tiene varias apariencias; ya sea por métodos de Investigación (mis preferidos),
Deducción(mis naturales) o Transmisión (donde aplico el primero y el segundo mas el asombro y la duda metódica, o sea son mi área de campo)

En los métodos de enseñanza no se utiliza la burla regularmente, porque siempre queda el resquicio de saber la teoría de un maestro en la totalidad de su obra, quien se burla es porque no entiende, y porque en las mañanas no se mira con cuidado al espejo.

O también es aquel espiritoso que pasa levitando sobre la vida, el narcisista-hedonista que cree que el mundo le merece.

En fin, el método de Huerístico aquí manifestado, tomado encuenta un método sintético del abordaje del trabajo, por lo tanto un método de enseñaza individualizada de tipo problemático...al final se busca una modalidad

Besos
















el deductivo, como el de este ejemplo, el didáctico, el agórica, la polémica, la pedagógica, la disciplinar, no importa al fin.

Lo importante es que entre maestro y alumno exista un diálogo, adaptado del método que sea, o de varios, y se construyan ambos de manera bilateral

No hay maestro sin alumno y viceversa. Infelizmente en este mundo actual, o hay burla de la dialéctica, o las personas se presumen que saben todo.

Keep it simple...me resumo a Sócrates, Conócete a ti mismo...

Besos

Udi disse...

Continuo com preguiça... talvez, a proximidade ancestral com o método bloqueie qualquer possibilidade de refletir a respeito.

Mas estou aqui imaginando que comentário a Suzana faria deste método... certamente ele será tão ou mais impagável quanto o próprio post!

vittorio disse...

Recomendo o livro para todos os grentes. Não esquece de colocar o lembrete: esta é uma obra de ficção administrativa, qualquer semelhança é mera coincidência.

vittorio disse...

Aliás tem algumas preciosidades no teu livro.

zuleica-poesia disse...

That is my boy!-Gosto de vê-lo alegrinho e despreocupado. Parece, ao menos.-Beijos- Zuleica

Walmir Lima disse...

Tava procurando o anexo 23 até agora.
Mas, Idaí? Takeo vô procurar mais!
Esse método japonês, na verdade, é o Fókyu!
Deixei pra lá.

Anne M. Moor disse...

Flávio: Kadêiu? Já escrevendo o livro????

Angela disse...

Idaí?
É Koakeleaí! (o subordinado)

Anne M. Moor disse...

Kiôvi????? Viajando ou enfiado numa reflexão profunda??? We miss you!

Flavio Ferrari disse...

Calma pessoal ... estava assistindo uma série antiga chamada Dead Zone ... acabei ontem ...
Já volto a postar ...

Walmir Lima disse...

Parece é que estava na Dead Zone.

Walmir Lima disse...

Vorta, ô meu!