Páginas

quarta-feira, julho 09, 2008

Certa noite, num bar qualquer ...

- E então, cara ?
- Sei lá ...
- Como assim ? Cinquenta anos !
- E ?
- Tem que celebrar, Bernardão ... a vida começa aos cinquenta ! - Nestor levanta o copo como se estivesse oferecendo a bebida aos deuses e bebe um generoso gole.
- Aí está o ponto. Celebrar o que, Nestor ?
- Ora ... a vida que teve, a vida que terá. Sobretudo a que terá ... - completando o copo de cerveja do amigo.
Bernardo passa o dedo na espuma e leva a boca, com o olhar perdido ao longe.
- O que será que será ...
- Grande Chico ! - repete o gesto e o gole.
- Vou descobrir o que me faz sentir, eu ... caçador de mim ...
- Grande Milton !
- São as grandes questões cinquentenárias, Nestor. Você vai descobrir quando chegar lá.
- Tudo bem, tudo bem ... Tá vendo aquela moreninha alí, de saia verde, sentada na banqueta esperando mesa ? Dá uma olhada no espelho do balcão ...
- Que é que tem ?
- Sem calcinha, cara ! E viva o século vinte e um !
- Meu caro Nestor ... sabe o que eu tenho feito nos últimos cinco anos ? Explorei todas as possibilidades de um descasado. E descobri uma coisa interessante sobre o sexo...
- Ôpa ... manda aí meu mestre ...
- A expectativa dá um enorme sentido para a vida. O que, talvez, explique essa coisa de celibato ...
- Xô ... tô fora !
- E no viril e vibrante instante do orgasmo, todo o sentido se esvai ... - os olhos marejaram - ... e você se sente um estranho habitando um corpo exausto.
- Homem ... se o sexo aos cinquenta é assim, tenho que aproveitar enquanto é tempo !
- Deixa de bobagem, Nestor. O que eu quero dizer é que sexo é bom ... aliás, é uma delícia ... mas não é tudo. É divertido, é gostoso ... um passatempo. O melhor deles. Mas a vida é mais do que isso. Ou, pelo menos, deveria ser ... - Bernardo bebe vagarosamente a cerveja, buscando respostas nas pernas da garota da saia verde.
- Bernardo, você precisa se casar novamente !
- Engraçado você ! - sombrancelha esquerda arqueada. Agora mesmo estava reclamando da vida de casado ...
- Pois então ... mais uma prova de que as mulheres é que fazem os grandes homens.
- Desenvolva ...
- Quantas vezes por semana você transa ?
- Sei lá ... depende ... Quando estou namorando, quase todo dia. Menos quinta-feira, que é dia do futebol.
- Taí ... Trepa muito, perde o sentido da vida. Já se fosse casado, sua mulher iria determinar um rítmo saudável para sua vida sexual. Uma vez por semana, em média. As exceções ficariam por conta das ocasiões especiais, como no dia em que ela vai ao ginecologista ou a um casamento, ou perde dois quilos com a nova dieta. Se tiver uma mulher realmente dedicada, não deve passar de 3 ou 4 vezes por mês.
- E que vantagem Maria leva ?
- A Maria eu não sei, mas você recupera a vontade de viver. Ou pelo menos a de trepar. Veja o meu caso: mais uma cruzada de pernas daquela garota e posso dizer que a noite valeu a pena. E nos próximos dois ou três dias vou estar dedicado a agradar a Fátima de todas as maneiras para merecer uma noite de prazer.
- Nestor ... decididamente, você é um mazoquista.
- Pode ser, Bernardo, pode ser ... mas não sou eu quem está infeliz.
A morena inverte vagarosamente a posição das pernas cruzadas olhando de canto para Nestor com um sorriso malicioso.
- Yes !!!!!! - os olhos de Nestor brilham como o de uma criança na noite de Natal.
Bernardo abre o flip do telefone celular.
- Alô ... Oi Rê ... é o Bernardo... Então ... vou ter que viajar amanhã ... dois dias ... é, eu também ... mas a gente se vê no sábado ... prometo ... tá, te ligo ... beijo.
Fecha o telefone, dá um gole na cerveja e põe a mão no ombro do amigo.
- Vamos ver, Nestor ... vamos ver. Quem sabe você tem razão.

6 comentários:

Érica disse...

"quam tá fora quer entrar, quem tá dentro quer sair!"

Anne M. Moor disse...

Acho que vou voltar aqui depois quando eu conseguir me comportar... :P
Taí uma coisa que não entendo... Querem saber o quê????????? Leiam as entrelinhas do post...
E, Flávio, sexo é muito bom e completamente compatível com vida... :-)

Crisfonseca disse...

Olá Flávio,
obrigada pelas tuas palavras gentis e pela visita, volte sempre e seja bem vindo.
Adorei teu blog, adorei tua escrita.
Beijos,
Cris

Jorge Lemos disse...

Boa trama e delicioso texto.
Resultado:
Altamente compatível com a realidade.

Informe:
Walmir baixou hospital para cirurgia. Vibrações para recuperação rápida. Manterei informe meu blog

Suzana disse...

Creio que há momentos para tudo.

bjs

Ti disse...

Flávio,

Adoro seus contos!!

Toda a fase da vida tem seus encantos!!!

Beijos