Páginas

sábado, agosto 16, 2008

Outras visitas


E por falar em visitas, a bruxa andou solta nesse mês de agosto e uma porção de gente querida esteve internada em hospitais.
Até eu visitei o pronto-socorro do Sírio-Libanês por conta do tombo que levei (postado lá no Prozac).
Aliás, vale comentar que no Sírio o PS é chamado de Pronto Atendimento. E, de fato, eles praticam amplamente isso por lá. Em 20 minutos já tinha sido atendido por 3 pessoas diferentes: a triagem, o cadastro e, finalmente, o ortopedista.
Depois fiquei quase uma hora esperando para fazer um obsoleto Raio-X (parece coisa de ficção).
Mas o assunto é outro.
Um dos diretores da empresa onde trabalho foi internado e precisou sofrer uma cirurgia de emergência. Aparentemente, tudo correu bem. Ele esta na UTI e deve ficar uns dias de molho, mas sobreviverá galhardamente.
Trata-se de uma pessoa muito querida e, no agrupamento em torno da máquina de café alguém comentou:
- Poxa, vai precisar rolar uma visita !
Ao que eu respondi:
- Claro ... vou fretar uns 3 ônibus e vamos visitá-lo no hospital.
Pessoalmente, detesto receber visitas quando estou doente, o que, para minha sorte, é bastante raro.
Abro uma exceção para minha irmãzinha Glaura e suas maravilhosas injeções anti-espasmódicas e sedativas, quando tenho alguma crise de cólica renal.
Se um dia tiver que ficar internado num hospital, quero receber de presente vasos de porcelana.
São ótimos para se jogar contra a porta quando alguém quiser entrar para uma visita.

13 comentários:

Anne M. Moor disse...

Estamos avisados... :-)

Glaura disse...

Brigado, irmãozão... Já te falei que eu acabo me aproveitando dessas situações para poder desfrutar de estar com você!
Bj

Glaura disse...

Só mais um detalhezinho...
É que não é qualquer um que aplica injeções usando uma maria-chiquinha de pom-pom como garrote!
Muuuito terapêutico!!!
E espero que não seja só isso que lhe agrade em minhas visitas.
Mais um beijinho

Glaura disse...

E agora eu fiquei com vontade de te dar um abração bem apertado! Pena que em nossa família os abraços sejam menos físicos...

Suzana disse...

Pocelana?
OK, registrado!

A.Tapadinhas disse...

Numa senhora não se bate nem com uma flor... mas com vaso já pode?

Abraço.
António

Flavio Ferrari disse...

Anne: depois que escorreguei no porcelanato adquiri essa vocação ..

Flavio Ferrari disse...

Glaura: pode me visitar quando eu não estiver de cama também. Vai aumentar bastante a probabilidade de me ver.
E essa coisa de pompom no garrote era só entre nós dois ...

Flavio Ferrari disse...

Suzana: pode ser imitação, desde que quebre fácil e faça bastante barulho.

Flavio Ferrari disse...

Antonio: nem com flor, nem com vaso ... cinto de couro é o ideal. Mas de couro macio, para não machucar.

Udi disse...

Pode ser azulejo de porcelanato?

Érica disse...

:-o !!!!!!!!!!!!!
confesso que não te imagino arremessando vasos contra paredes ou pessoas!!!!!!!!

Ti disse...

Prometo colaborar... Levarei um vaso por dia!!!

Beijos