Páginas

segunda-feira, fevereiro 22, 2010

Manhãs e poesias

A noite sempre me pareceu mais poética do que as manhãs.
Mas não aos poetas...
A psicologia comportamental explica esse fenômeno através do conceito de "estímulo discriminativo".

"Manhã, para mim, significa levantar cedo e trabalhar.
Para os poetas verdadeiros, toda hora é hora de poetar."

(ops, rimou ... será que estou poeta ?)

7 comentários:

Paulinha Costa disse...

Claro que sim... poeta astuto
Sobre o seu comentário no meu blog:
Então não há outra saida mesmo???
Isso é desanimador sabe...

Sexo Verbal disse...

Concordo. Para o poeta não há limites de tempo. Ainda que a noite seja muito convidativa, até mesmo para a poesia.

Abraços,

Sexo Verbal

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Procede... poetizar é viver...

"E a quem queira definir a poesia
Tanto mais se afasta
Tanto mais se distancia."


Seguindo cá...

Celso Andrade disse...

Legal o blog, parabéns pelas palavras!

Anne M. Moor disse...

Poetar é escrever-se...

Beijos
Anne

Sentimental ♥ disse...

eu gosto dos poetas... :)
bjs

Morenah disse...

Parabéns seu poeta!!! Adorei as palavras.

Beijos meus.

Kelen Marques.