Páginas

terça-feira, fevereiro 23, 2010

Salvar o planeta ?


Nada contra projetos grandiosos e primordiais para a sobrevivência ....
Mas como é que a gente pode acreditar ser possível sensibilizar a nova geração para propósitos nobres se os universitários perseguem garotas de mini-saia e aplicam trotes imbecis em seus colegas ?
E, meus caros, não se trata de uma minoria.
No caso da Uniban, todos os que estavam por perto acharam divertido tentar currar a mocinha assanhada.
E basta dar uma volta pela cidade observando a coletividade estudantil divertindo-se com a tola tortura dos calouros.
A foto (do site do UOL) é de uma caloura da Unifeb de Barretos, Carla, queimada com creolina (ou alguma coisa similar), junto com seis outros colegas.
Que se preocupar com as Carlas antes de salvar os Koalas ?

9 comentários:

Sentimental ♥ disse...

acho ridícula essa cultura do trote... e pensar q os calouros participam mais pela questão da aceitação no novo meio social, e infelizmente isso os leva ao próximo semestre e a novos calouros. é um ciclo vicioso horrível e q está longe de acabar.

e pensar que esses 'veteranos' de hj [e os calouros também], serão os juristas, médicos, cientistas políticos e lálálá daqui um tempo. só espero q mudem seus hábitos para coisas mais saudáveis.

beijos

Ava disse...

Flávio, realmnete é inadmissível o
que estamos presenciando...
De que adianta salvar o planeta, se só restarão imbecís para habitá-lo...
Que me perdoem as exceções, mas o quadro que se apresenta de nossa juventude, é de uma geração perdida...
Perdida entre sua imbecibilidade e sua falta de objetivo de vida...

E mais lamentável ainda, é justamente vir da classe estudantil, dos universitários, o meio acadêmico, que deveriam ser a casta da nossa sociedade, e se mostram uns asnos...

Desculpa o discurso inflamado...
É deveras revoltante!


Beijos!



PS: Voce me fez relembrar de João e o Pé de Feijão...rs
Assim se chega nas nuvens sem esforço...rs

Ana Lúcia Porto disse...

Oi Flávio,

Agradeço as suas visitas. Chego a pensar se possui esse bom humor na maioria das vezes. Me parece estar sempre de bem com a vida.

É lamentável as condutas dos universitários, hoje em dia. Sobra muito pouco bom aluno e com formação briosa.

Beijos,
Ana Lúcia.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Na multidão todos se escondem... o tímido fica corajoso; o calmo fica bravo... todos somem na multidão... ela tem vida própria, personalidade própria e suas ações via de regra são de turbilhão, impensadas... não é privilégio de estudantes, mas choca que isto se manifeste com tanta freqüência entre tais... :(

Nanda Assis disse...

terrivel isso, q maldade. faculdades particulares tem suas qualidades.

bjosss...

Taís disse...

Faço minhas as palavras da Ava. Nem vou comentar pq falaria tudo o que ela já disse.
Me dá um medo do futuro...

e daí? disse...

Perfeito!

Carla P.S. disse...

O que você quis dizer é que, pra dar conta das grandes coisas temos que, primeiramente, começar pelas primordiais (e ridículas, pq dizem respeito ao caráter e a civilidade).
Salvem as Carlas!!!

Érica Martinez disse...

animais! todos! falta de tapa na bunda, isso sim!