Páginas

quinta-feira, dezembro 08, 2005

Information Overload

Fidel critíca "hipocrisia da Europa e socialistas espanhóis".
Vulcão expele gases tóxicos em Vanuatu e moradores fogem.
Ministro de defesa da Russia defende venda de armas ao Irã.
Risco de cair em armadilhas no mundo virtual é cada vez maior.
José Dirceu luta desesperadamente até o último minuto.
Essas são manchetes extraídas de um renomado site de notícias, hoje pela manhã.
Em meio à sobrecarga de informações a que somos submetidos cotidianamente neste mundo "moderno", me pergunto porque é que os veículos especializados não dedicam parte de seu tempo filtrando seu conteúdo para poupar-nos do óbvio.
Alguém, por um acaso, espera que Fidel faça algo diferente de criticar o mundo ? O que você espera que um vulcão faça, seja em Vanuatu ou em qualquer outro lugar ? Se a população não fugisse, aí sim, teríamos uma notícia interessante. A Russia é uma grande exportadora de armas e seu ministro não poderia defender outra tese. Na medida em que a Internet cresce, obviamente esperamos que cresça o risco de qualquer tipo de problema. E, é claro, ninguém esperava que José Dirceu desistisse de lutar.
Informação, meus caros, precisa ter relevância para merecer o epíteto de INFORMAÇÃO.
Não que o óbvio não mereça ser dito. Merece, principalmente quando, por qualquer razão, dele nos distanciamos, o que o torna, naquele momento, relevante lembrar.
Mas quero chamar a atenção para o surto de irrelevância motivado pela necessidade global de produção de conteúdos para provedores que se multiplicam como coelhos.
Uma excelente oportunidade para quem souber entender a necessidade coletiva de uma prévia (di)gestão das informações antes de sua publicação.

2 comentários:

Caio Barsotti disse...

Flávio, parabéns pela iniciativa do blog.
com relação ao post de hoje, 08/12, gostaria de considerar que, possivelmente haja também uma outra pressão além dos diversos provedores de informação que continuam surgindo, qual seja a disputa pelo furo jornalístico, muito legítimo, mas que em tempos de "sociedade midiática" pode levar à desinformação.
abs
caio barsotti

doppiafila disse...

Os meios de comunicaçao "de massa" tem que conter o que a massa quer: informaçoes bem "light", que nao exijam muito esforço para ser compreendidas y comentadas no onibus ou no escritorio. Neste sentido, todas as que voce listou sao Noticias com N mayuscula!
Um abraço!