Páginas

sexta-feira, novembro 14, 2008

Arte e fato


Onde está a arte ? No artista, no apreciador, na obra ou na interação entre eles ?
Quando é que podemos rotular alguma coisa de arte ? Quais os critérios ?
Unicidade da obra ? Dificuldade para sua realização ? Beleza ? Contexto e mensagem ?
O quadro desta postagem pode ser considerado arte ?
E se eu disser que foi feito pelo Rodrigo (meu filho), quando tinha 4 anos de idade, muda alguma coisa ?

10 comentários:

Anne M. Moor disse...

Não sei responder essa pergunta, mas hoje mesmo um artista na tv disse que se a peça de arte não te diz nada não é arte...

Achei isso muito simples. Uma obra pode não me dizer nada e dizer muito pra ti... Sei lá...

doppiafila disse...

1) A arte está no preco que alguem está disposto a pagar por ela.
2) tudo é arte
Nao sei qual delas, mas a resposta é uma destas duas
Um abraco, Doppiafila

Glaura disse...

Imagine a motricidade de uma criança de apenas 4 anos, em contrapartida à sua dedicação e esforço. Observe os detalhes. Coloque-se no lugar do artista e veja se não há maestria...
Pois eu continuo achando meu sobrinho o máximo, como já era prometido há muitos anos!

Udi disse...

A arte tem origem, sem dúvida, no artista.
Neste caso específico (em meu particular e pessoal entendimento), a arte está na simplicidade em transmitir uma idéia.

Antes de saber que era de uma criança, eu ia dizer que a arte está, justamente, na capacidade de (pensando tratar-se de um artista adulto) transmitir uma idéia de uma forma simples, de uma forma que só as crianças conseguem de forma natural (e a gente poderia ficar aqui, por muitas linhas, discorrendo sobre a arte do Miró - que eu amo de paixão).

E o outro lugar, onde também há arte, está no observador. Se não houver um olhar de artista da parte do observador, não haverá comunicação. O que não signifca que o que foi produzido não seja arte e que não haja, no observador, uma capacidade artística (sabe aquela coisa "gosto não se discute" ?).

Só digo uma coisa: o dog tá bravo!

...e então você pode me dizer, mas não era um dog! E eu digo: e que importância isso tem? A obra de arte me diz que EU tenho um dog aqui dentro de mim...

...e então onde é que a gente estava mesmo?

Udi disse...

...tudo isso porque, recentemente, fui submetida a um teste que - ainda que superficial - revelou-me algo que eu já pressentia mas não conseguia expressar: tenho a atividade do cortical esquerdo do cérebro predimintante sobre os demais "pedaços", o que faz sentir-me "à vontade em meio a representações artísticas".

Jorge Lemos disse...

Príncipe
Fico com o Catulo da Paixão Cearense: "O pinto já sai do ovo,
com a pinta que o galo tem".
Quem puxa aos seus, não degenera.

A arte é a revelação da poesia.

Abraços

Ernesto Dias Jr. disse...

Acho arte é uma coisa muito pessoal. Mexeu com você? Então é arte.

Érica Martinez disse...

"está nos olhos de quem vê"

Suzana disse...

Arvores boas dão bons frutos, principalmente quando o terrenos é fértil

Ti disse...

O reconhecimento da arte pela sociedade para mim é como a fábula do rei que está nú...

Depende da influência e crença....