Páginas

sexta-feira, novembro 21, 2008

Maioria Excluida - roteiro para um curta

João ... João Gabriel.
Desempregado, no momento. Mas estou esperando a resposta de umas entrevistas aí ...
(corte)
É que eu tive que largar a faculdade porque estava sem grana para pagar, e o pessoal não está contratando quem não está na faculdade.
(corte)
Bolsa para faculdade ? Tentei sim ... mas não deu.
Não sou pobre o suficiente, nem negro, e nem gênio....
Sou um cara comum, como a maioria das pessoas.
(corte)
Outro dia quase consegui um emprego, mas a empresa precisava cumprir a cota de portadores de deficiência física e contratou um sujeito que tinha um problema no braço.
(corte)
Eu não tenho problema nenhum. ... tirando a falta de emprego.
E não é que eu não me esforce... mas estou sem grana para condução e não dá para fazer mais do que uma entrevista por dia.
(corte)
Um dia vou ficar velho e não vou precisar pagar o ônibus. Mas não tenho pressa não ....
Essa história de não pegar fila no banco e no supermercado é legal.
Se bem que não tenho conta no banco e nem está dando para ir ao mercado ...
(corte)
Quando minha namorada pensou que estava grávida eu disse para ela ver o lado bom da coisa.
Grávida é minoria e tem privilégios.
E quando eu tive que engessar a perna ?
Tinha um amigo meu que sempre me levava para o shopping, para poder parar na vaga especial.
Eu me sentia incluído, sabe, importante.
(corte)
Para alguém se importar, a gente tem que ser diferente. Muito rico, muito pobre, muito bonito, muito feio ... bem .. muito feio acho que não. As pessoas não costumam tratar bem quem é muito feio.
Não entendo bem qual é a lógica.
(corte)
È como essa coisa das cotas para negros. Eu sei que teve essa história de escravidão. Foi maus mesmo.
Minha tataravó era negra, filha de escravos. Mas juntou com um português, a coisa foi clareando e aqui estou eu. Mestiço, como a maioria. Em sem nenhuma vantagem.
(corte)
Acho que o negócio é assim ... já que não dá para fazer as coisas direito para todo mundo, o pessoal vai fazendo um pouco por vez., pegando as minorias.
Melhor que nada, né ?
E, depois, se eu vou sobrando, um dia fico numa minoria.
(corte)
O negócio é ter fé em Deus e ir tocando ... como a maioria.

23 comentários:

A.Tapadinhas disse...

Apeteceu-me gritar: Stop, Flávio! Devia servir estes pensamentos em doses individuais...
:)
António

Anne M. Moor disse...

Não sei se choro muiiiiiiiiiiiiito ou se acho graça pela maneira que apresentaste um problema terrível neste país. A maioria do meio - o retratado aqui - é o que sofre. Não que eu quisesse ser o muito pobre - se bem que esse sofre como nós nem imaginamos, mas também não tem privilégios...
Êta equação complicada!!!!
Abraços tristes...

Ernesto Dias Jr. disse...

Grande Flávio. Quem sabe alguém um dia conta essa na tela.

Anne M. Moor disse...

Flávio: ali nos que acompanham este blog, tu escreveste "Pare de acompanhar"????????????????????

Udi disse...

Outra faceta que eu não conhecia: antropólogo. Como boa tiete, estou adorando e torcendo prá poder ver na tela.

Flavio Ferrari disse...

Anne: não entendi o "pare de acompanhar" ... Esta escrito em algum lugar ou foi uma brincadeira que, dada a hora tardia, não pesquei ?

Suzana disse...

É mesmo, porque vc pede para parar de acompanhar? Buáááá

Suzana disse...

Descobri, você não pode acompanhar seu próprio BLOG, portanto basta retirar seu link e a frase some.

bjs

Anne M. Moor disse...

Estava lá qdo escrevi o comentário :-) JURO (eu não estava sonhando ainda ). Acho que o comentário da Suzana responde ao mistério...

Beijos e bom domingo

Anne M. Moor disse...

Ai ai ai... Acho que tem fantasma neste blog!!!!!!!!!!!!!!!!!! Ao publicar meu comentário volto ao Arguta e lá está "Pare de acompanhar"...

Suzana, acho que não entendi bem a tua explicação mas tbm acho que estás me dizendo o que é... :-)

Anne M. Moor disse...

Voltei. AGORA entendi :-) Antes que alguém diga - tô lerdinha hoje - O 'problema' é com o blogger - do jeito que fez fica antipático kkkkkkkkk

Abraços a todos e regardless of blogger vou continuar acompanhando este blog kkkkkk

Flavio Ferrari disse...

Ainda não consegui entender ...
Imagino que o blogger dê a opção "pare de acompanhar" para quem escolheu acompanhar, e isso, juro, não foi uma decisão minha ...
Ainda não consegui descobrir como é que faço para acompanhar um blog...

Anne M. Moor disse...

Quando entrares no blog desse alguém, no menu superior a direita tem 'painel'. Clica e segue a receita :-)

A.Tapadinhas disse...

Já sou seguidor e já sou seguido! Consigo, Flavio, não faço nada: Tem lá escrito: Pare de acompanhar!
Vou entrar incógnito...
´-)
Abraço.
António

Ti disse...

Tô me sentindo excluida dessa turma que quer te acompanhar... Acho que sou minoria!!!

Beijos

Ti disse...

Acho que agora entendi... Para quem já acompanha, aparece "pare de acompanhar"...

Para quem ainda não acompanha, aparece "enviar por e_mail comentários de acompanhamento...."

EBAAA!! Já não me senti mais excluida....

Cassia disse...

Se o curta acontecer realmente, lá estarei eu na platéia. Ou não. O dinheiro tá curto pro cinema, mas Deus vai ajudar! =)

Beijos

Érica Martinez disse...

"pé em Deus e fé na tábua" - Os Tribalistas

Udi disse...

afe!
É!rikinha! tava cantando essa canção prá uns amigos dia desses... é "fé em Deus e pé na Taba" (em a letra "u") ...senão não seriam tribalistas.

e eu continuo na tribo (minoria) do primeiro comentário da Ti... eu adoro ser minoria! excluída é horrível mas fica o sentimento justifica (explica e acalma) as minhas neuras.

Érica Martinez disse...

putz, Udi, e eu sempre achei que na segunda parte da música eles faziam esse trocadilho... Vou virar compositora agora...

Érica Martinez disse...

o que é Taba mesmo?

Flavio Ferrari disse...

Taba é um conjunto de Ocas (ou o real state indígena).
Normalmente, o tamanho das tabas era limitado pelo número ótimo de Ocas (as cabaninhas).
Quando a Taba chegava ao número máximo aceitável, os Pajé afirmava:
- Já Tabão ! - significando que a Taba já estava grande o suficiente.

Udi disse...

e por que você não entende quando digo que você é uma pessoa divertida?
:)