Páginas

segunda-feira, novembro 17, 2008

Planejamento

Quem já participou de reuniões de planejamento estratégico pode imaginar (se não estiver no meio de uma agora) como deve estar divertida a coisa neste final de ano.
As empresas internacionais que estão se dando mal na Europa ou nos Estados Unidos vão mandar cortar custos e investimentos no Brasil e em outros países tão pouco importantes quanto (do ponto de vista de faturamento), onde a situação ainda está sob razoável controle, sem saber bem porque.
Ai as empresas locais, que ainda não sentiram a crise, observarão o que as gigantes do seu ramo estão fazendo e, como sempre, vão imitar.
E as medidas preventivas contra a crise vão, justamente, causar a crise.
No final, a profecia se auto-realiza e todo mundo fica feliz por haver se preparado para o desastre que não teria acontecido sem ninguém tivesse se preparado para ela.
Grande oportunidade para alguns poucos "corajosos" que já aprenderam a fazer seu destino.

6 comentários:

Ti disse...

Toda a crise, gera uma oportunidade...

Sorte é a combinação da oportunidade (que todos temos) com a competência de aproveitá-la (nem todos têm)...

Érica Martinez disse...

Sabe que essa sua previsão é de dar medo, especialmente para mim que trabalho numa pequena empresa... Fico pensando como fazer chegar essa informação, "do profissional Flavio", aos ouvidos do meu chefe de modo claro... (porque, óbvio, eu não serei capaz de explicar tudo isso...) (rá, estou quase sugerindo um novo vídeo!!)
Por outro lado, lhe digo que, sim, as grandes empresas, para quem eu trabalho, se desesperaram num primeiro momento, congelaram tudo e agora estão correndo atrás das prorrogações e prazos... Por aqui, tudo ainda parece tranquilo, pois não deixamos de andar com as coisas, fico pensando no que virá...

Érica Martinez disse...

(pontuação confusa = sono)

Anne M. Moor disse...

E/Ou a pensar por si!!! Mais uma vez surge a importância de saber LER...

Ernesto Dias Jr. disse...

Grande verdade, Flávio.
E para quem não tem muito dinheiro este é um grande momento para começar um novo negócio ou investir mais no que já tem, sabiam?
Afinal, numa competição, quando se tem um carrinho meia-boca a única chance que a gente tem de ganhar posições é quando as Ferraris e McLarens tiram o pé.
Comentei isso com um amigo outro dia - um que sempre quis ter o próprio negócio - e ele desdenhou:
-- E onde vou arranjar dinheiro nessa crise?
Ao que respondi:
-- Porquê? Quando não tem crise você tem de onde tirar dinheiro?

Luisa Fernanda disse...

Querido, estás totalmente cierto, habrá siempre una fracción de la población que en crisis y bonanza siempre tendrá miedo, por tanto hará poca cosa, otra parcela de aventureros llegando al nivel de camicase que siempre se arriesgarán, y en tiempos de alta tendrán o grandes aciertos o cagadas monstruosas, y una cantidad mayor de personas rondando por la media, que sólo especulan, y causan de las crisis las crisis y de la estabilidad acomodación inerte.