Páginas

quarta-feira, dezembro 03, 2008

Para posteridade

E no dia em que morrer
Que alguém escreva na minha lápide
Ele viveu
Todas as aquelas coisas fantásticas
Que alguém imaginou no cinema
Fez da ficção
Realidade
E da realidade
Ficção
Amou
Chorou
Riu
E fez sorrir
Não odiou ninguém além de si mesmo
E esteve sempre
Muito bem acompanhado

10 comentários:

Fernanda disse...

Acho que você cobriu os pontos mais importantes.

Glaura disse...

Espero ter que guardar os dizeres por muuuitooo tempo, meu irmão!
Um beijo

A.Tapadinhas disse...

Mais tarde ou mais cedo, todos têm o que merecem. V. teve mais cedo! Sorte de Príncipe (não de principiante!), como diria Jorge de Lemos.
Abraço.
António

Jorge Lemos disse...

Príncipe:

Prefiro dizer em vida aos seus
ouvidos,
acrescentando então este meu voto:

vida longa; venceu, vencemos.
Triunfo inaudito é digna esta vitora de fazer amigos cujas presenças exaltam o ardor do seu maior brilho.

Tapadinhas sempre tem razão: tudo para você se põe mais cedo.

Foi bom ter vc er a Ti aqui.

érica disse...

UAU!

Ti disse...

Um dia ouvi...

"Melhor do que reconhecer ou apreciar algo bom, é saber que este algo é seu...."

Melhor do que dizer o que se quer em 10 anos é dizer que viveu tudo o que quis nos útimos 10...

Lindo!!!

Walmir Lima disse...

Como diria um bom inglês:

I'm flabbergasted!

Uma das melhores declarações de Amor que já vi.

Muito bem lapidada.

disse...

Demais.....

Flavio Ferrari disse...

Aos amigos, aos irmãos, aos filhos e à mãe deles, à namorada, pais, sobrinhos de sangue e adotivos, aos que decidiram partilhar generosamente sua vida comigo, aos que já foram e aos que virão, muito obrigado !

Udi disse...

O Quinto Elemento!
Você é incrivelmente amazing!

Gostei do novo visual, o verde tem sido uma novidade em minha vida.
(a É!rica tem razão quando sempre me associa às cores, acho que sou ligada nelas)