Páginas

quarta-feira, fevereiro 04, 2009

Verdades, mentiras e omissões


Uma amiga minha confessou-me outro dia que, revendo seus relacionamentos do passado, concluiu que havia cometido erros tolos.
O principal deles, segundo ela, foi esconder coisas que não eram importantes, mas que poderiam ser mal interpretadas.
Situações como: ela está com o namorado, um amigo liga no celular, ela não atende e comenta com o namorado que era uma amiga que ela não queria atender; ou recebe um torpedo de um amigo carinhoso e apaga rapida e nervosamente para que o namorado não veja.
Como essa amiga é bastante afetiva e popular, imagino a ginástica que fazia para evitar cenas de ciúmes (prováveis) dos namorados.
Como nós homens sabemos o quão tonto somos, mantemos o desconfiômetro permanentemente ligado.
Atitudes como essa ativam nosso centro paranóide e passamos a desconfiar de tudo.
Aí, não há relacionamento que aguente.
Essa amiga, felizmente para ela (e para os futuros namorados), se deu conta da bobagem que estava fazendo. Com a prática (é difícil ser assertivo), vai vivenciar relações melhores.
Mas lembrei disso porque deixei um recado no Orkut de uma outra amiga.
Do meu ponto de vista, nada comprometedor.
O recado foi sumariamente deletado.
Ai lembrei de uma terceira amiga, que não podia ser "vista" conversando comigo no MSN, porque o namorado morria de ciúmes. Teve que desistir de uma amizade que, modéstia às favas, lhe fazia bem.
Meus caros, uma relação que precisa deste tipo de atitude para se sustentar não vai durar muito. E, se durar, pior para os dois.
Eu realmente acredito que a honestidade e a liberdade são fundamentais para um relacionamento.

22 comentários:

Carla P.S. disse...

Que bom que tens esse senso de civilidade já implantados, cabe a ajudar quem está ao alcance. Relacionamento e educação são as bases de tudo.
Um café filosófico, às 4 da manhã.

Anne M. Moor disse...

Ciúme é um dos sentimentos mais destruidores que tem!!! E no entanto, tive e tenho amigas que acham o maior barato que o cara tenha ciúmes delas - consta elas é sinal de que as amam!!! Ledo engano! Ciúmes, além do limite, é sinal de insegurança...

Concordo contigo em número, gênero e grau...

A.Tapadinhas disse...

Há outra coisa que ajuda...
Não, não é isso! Refiro-me a gostar de lavar a loiça...
Abraço.
António

Gaby disse...

el amor el amor.. que complicada es la gente para enamorarse... Un abrazo

Jan disse...

Verdade verdadeira. Ainda que às vezes seja difícil lidar com a insegurança de quem se ama, esconder coisas é o pior que se pode fazer. Mantendo a sinceridade, com o tempo tudo melhora. ^^

Fernanda disse...

Concordo sincera e plenamente. E como é difícil um casal ser sincero e seguro! Continuemos a nos esforçar...

Ernesto Dias Jr. disse...

Estou deletando o telefone da Ti do meu celular. Just in case. Eu heim...

Érica Martinez disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Érica Martinez disse...

"try... oh yeah... just a little bit harder..." J.Joplin

É que por trás de todas essas omissões existe o esforço e a cobrança de encontrar a qualquer custo, """"alguém que nos complete"""" - aquele par para nos acompanhar nos eventos familiares onde a tia vivia perguntando quando é que irias arrumar um namorado ou também no chá bar da amiga, que está inaugurando o apartamento com o futuro marido - mesmo que, para isso, seja necessário fazer "pequenos ajustes"...
Como diria meu amigo Petroni: fadado ao fracasso.

Suzana disse...

Cada neura com sua pessoa.kkk
bjs

Flavio Ferrari disse...

Carla: já sei com quem conversar quando estiver com insônia ...

Flavio Ferrari disse...

Anne: eu bem que me esforço, mas não posso negar que sou um pouco ciumento, mas acho que mais por egoísmo do que por insegurança.

Flavio Ferrari disse...

Tapadinhas: cozinhar também é legal. Mas se eu cozinho, não lavo.

Flavio Ferrari disse...

Gaby: tks pela visita. Tienes toda la razón.

Flavio Ferrari disse...

Jan: mocinha experiente ... e paciente.

Flavio Ferrari disse...

Jan: aproveitando, porque é que você não permite comentários no seu blog ?

Flavio Ferrari disse...

Fernanda: há que tentar ... já é um bom começo.

Flavio Ferrari disse...

Ernesto: ok... e eu troquei o da Cris por Alfredão.

Flavio Ferrari disse...

Érica: remember ... viver o momento.

Flavio Ferrari disse...

Suzana: como eu disse num insight noturno outro dia, o amor é um encontro de neuroses complementares.

Ti disse...

Ernesto,

Puxa so tenho o telefone da Tina...

Flavio Ferrari disse...

Ta vendo, Ernesto, aprende com a Ti ...