Páginas

quinta-feira, abril 16, 2009

The last Hai-Kai

Parto com o desejo imenso
de retornar livre
daquilo que já dispenso

37 comentários:

Avassaladora disse...

Uma frase curta... Um paradoxo!
Mas entendível...rs
Nada pior que sentimentos aprisionados!
Não basta se libertar... è preciso libertar!
"The last Hai-Kai" ...rs
Gostei do Hai-Kai...
Forma poética um tanto complexa...
Em português já díficil... Imagina japonês! rs
Bem, mas para vc parece que nada é difícil...rs

Beijos!

Ti disse...

Que assim seja!!

•.¸¸.ஐA Borboleta apaixonada pela Rosa disse...

Três versos que exprimem tanto!

Beijos e borboleteios

rm disse...

Meu caro Flávio
Comentar hai-kais
é uma tarefa difícil pra "caralio".

Flavio Ferrari disse...

Um "verdadeiro" HaiKai, em sua concepção original, é formado por 5-7-5 ideogramas.
Na versão brasileira mais tradicional, a primeira linha tem 5 sílabas poéticas, a segunda 7 e a terceira 5, a primeira deve rimar com a última e o poema deve conter uma menção direta ou indireta a alguma estação do ano.
Faço parte de um terceiro grupo de haikistas que, a lá Millor, só mantem a estrutura de 3 linhas, e o espírito de objetividade e concisão, além de, quase sempre, a rima entre a primeira e a terceira.
É o tipo de "poesia" que mais gosto de fazer.

Ju disse...

amoooooo Hai-Kais!!!!
espero realmente q esse não seja The last!

Ernesto Dias Jr. disse...

Mas há, sim, menção a uma estação no seu aicai. Se você fosse mais velho saberia que "parto" remete ao verão.

Carla P.S. disse...

Eu havia embarcado nesse teu poemeto, e -pasme!- comigo deu certo...Certo porque não foi forçado, certo porque fiz o correto (com os indivíduos em questão).
Sobre os posts anteriores.. A frase que é mais real, e também a que mais me irrita é a mesma: conhece-te a ti mesmo.
Irrita porque, como dizem na psiquiatria, ninguém gosta de estar errado. (ou seja, nós estamos certos, óbvio!). E verdadeira porque, conhecendo a mim mesma, obtive melhores resultados em vários âmbitos.
Então deve ser verdadeira... Ainda sobre crenças, né.
Vê-se que eu tô tomando café e comendo chocolate!
Bons momentos pra ti, ainda que sem "drogas". Beijão.

Ernesto Dias Jr. disse...

Falando sério:
Assim como Assembler, coloco os haikais no cesto daquelas coisas que separam "the men from the boys". No teu caso compreende-se: concisão assim é coisa pra publicitário.
E esse está muito pela poesia que encerra. Muito bom mesmo.
Já briguei com "puristas" do haikai (eles podem ser reconhecidos por fazerem questã de chamar haiku).
Compus um certa vez em que, no esforço de inserir a estação do ano incluí "folhas caídas". Só que, no contexto as folhas eram os olhos da amada e não as amarelinhas do outono. Algo assim como um olhar outonal. Disseram que não valia.
Desisti e voltei à eletrônica onde críticas subjetivas não se aplicam.

Tetê disse...

oi, flávio.
aprendi com o tempo, que não preciso de muita coisa pra viver,
só realmente o essencial.
pena, né?
que só a envelhecência nos possibilita aprendizagens úteis.
abç.

Tata disse...

Hai-Kai!!!

Gosteiiii!!!

PS= Só vi seu coment agora...
ADORARIA IR ....conhecer vc, A TI, e o Enersto.São pessoas ótimas pela net, imagino pessoalmente!!!!
Mas, estou indo hj no final da tarde para Campos do Jordão, um cliente vai inaugurar uma loja em um mall de lá, então vou unir o útil ao agradável! Vou ficar por lá até Segunda pela manhã, vou te add no MSN, mas não garanto estar on line até segunda!
Não falataram oportunidades!
bjinhos e bom feriado!

Udi disse...

...last de hoje, né?

Anne M. Moor disse...

THis is THE riddle of the week!!!!

Boa viagem e tomem um chope por mim...

Beijos

Anne M. Moor disse...

Em tempo, como diria a Amanda O que importa não é a forma... (Pelo menos pra mim)

Simone Schuck disse...

Simples e direto. Perfeito!

Solange Maia disse...

Flavio,

Estou em pé.
Batendo palmas.

E... sobre o "Conhece-te a ti mesmo", a-d-o-r-e-i.

Você é genial.
Você é.
E ponto final.

Um beijo especial,

Solange

http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

Flavio Ferrari disse...

Ju: foi o último do dia ...

Flavio Ferrari disse...

Ernesto: e quem pariu ?

Flavio Ferrari disse...

Carla: você vai dar uma excelente psiquiatra ... bj e café ristretto.

Flavio Ferrari disse...

Teresa: antes tarde do que nunca ...

Flavio Ferrari disse...

Tata: fica para a próxima. Curta o frio.

Flavio Ferrari disse...

Udi: claro, garota ...

Flavio Ferrari disse...

Anne: chopp tomado e, como sempre, lembramos de você.

Flavio Ferrari disse...

Simone: tks.

Flavio Ferrari disse...

Solange: vai me deixar convencido ... bj.

Flavio Ferrari disse...

Alice: despedir-se do dia, as vezes, merece um ritual.

Flavio Ferrari disse...

Ti: e assim foi ...

Flavio Ferrari disse...

Bru: as borboletas se foram...

Flavio Ferrari disse...

rm: comentar qualquer coisa é sempre uma tarefa dificil ... só blogueiros sabem disso ...

A.Tapadinhas disse...

Tomei nota do que é um verdadeiro HaiKai e da versão menos ortodoxa dos novos haikistas. Quem sabe esses conceitos não se possam traduzir numa pintura?
Abraço.
António

Avassaladora disse...

Flávio, obrigada pelo carinho. Me emocionei com seu comentário... Isso aqui as vezes me surpreende...rs

Beijos e uma ótima sexta-feira!

E que consiga vencer o trânsito na hora do rush, e curtir seu happy hour!

Avassaladora disse...

Acho que me confundi na mensagem do seu Hay-Kai...
Ando confundindo tantas coisas... rsrsrs

Beijos!

NiNah disse...

Texto lindo.
Com poucas palavras disse tudo.
Abraços

Ernesto Dias Jr. disse...

Antigamente - muito antigamente, Flávio - maio era o mês das noivas. 87,66% das moçoilas casavam em maio.
Ergo, 87,66% dos bebês nasciam no verão.

C. disse...

Eu só sei que é a arte de dizer o máximo com o mínimo e pelo jeito tu conseguiu,
bj e bom findi!!!

Fernanda disse...

Demais! Vou copiar e colar no meu blog...Bjs

doppiafila disse...

Adorei.
Um abraco, Paolo