Páginas

terça-feira, maio 25, 2010

Eu e a minha grande boca ...

Se eu fizesse com a bola de voley o que faço com as palavras já estaria na seleção faz tempo ...
É compulsivo: se levantar, eu corto.
Um tal de Jota, que freqüenta o Arguta episodicamente, convocou-me (numa postagem anterior) a tratar do que chamou de "meu narcisismo doentio" (e acho que falou sério) ao que respondi que tinha outros defeitos mais importantes para cuidar antes.
Este é um deles.
Hoje, pela enésima vez, fiz uma brincadeira durante um jantar que foi muito mal aceita pela "vítima". Fazer o quê ? Ele levantou a bola !!!
Não era minha intenção chatear o senhor em questão, pelo que desculpei-me reiteradamente.
Mas voltei para o hotel onde estou pensando que, considerando o meu jeito de ser, até que isso ocorre com pouca freqüência.
Já experimentei comportar-me melhor, mas as relações sociais se tornam monótonas e artificiais se não posso ter a liberdade de brincar com as pessoas.
Até que convivo razoavelmente bem com as críticas, mesmo aquelas com as quais não concordo muito.
Não concordo com o Jota, por exemplo, que meu narcisismo seja doentio. Acabei de fazer um check up e a saúde está ótima. Mas é um direito dele identificar traços narcisistas em minhas postagens (se blogueiro não fosse minimamente narcisista teria um diário trancado na gaveta ao invés de um blog) e qualificar de doentia essa característica. Também é direito dele postar esse comentário no Arguta, já que este é um espaço aberto. E também é um direito dele continuar visitando o Arguta apesar dessa constatação.
Mas talvez seja justamente esse meu traço narcísista que me faça pensar sobre o assunto das brincadeiras com as pessoas. No fundo, não gosto de ser desgostado.
Mas ficaria desgostoso com a auto-censura.
E, convenhamos, eu passo o dia inteiro comigo ....

33 comentários:

Carla P.S. disse...

O problema das pessoas que se auto-conhecem demais, ou se esforçam pra isso, é que tendem a cair pro lado dos excessos ou do lado narcísico. Te entendo muuuito bem, mas vou te dizer: sorte de quem convive com gente assim -e olha meu traço narcisico falando - porque geralmente fazem rir e são ótimos amantes.
;)

Sentimental ♥ disse...

narcisista??? acho q não.
mas vc tem um humor inteligente q não é todo mundo q entende, q acha graça e q continua seu amigo... rs

mas não dá pra querer tudo, né?
bjs

Lila disse...

Pra que as pessoas levantam a bola senão pra encontrar uma mão armada para corta-la? Se não fosse assim, que graça teria. Ninguem joga o jogo da vida sozinho.
Traços narcísicos todos temos, eles são o trampolim para o auto conhecimento e a auto análise.
Bj

Nanda Assis disse...

seu narcisistaaaa hahaha. adoro brincar e concordo c vc, se n puder brincar nem vira nem conversar.

te adoroo.

bjosss...

Ana disse...

Hi! Deixa que digam
Que pensem, que falem
Deixa isso prá lá...(lulu santos)
Não esquenta a cuca...blogueiro sempre tá na mira dos críticos e quer saber adooooooooooroooooooo kkkkkkkkkkk
é ótimo isso aqui, pq depois de um certo tempo tu percebe que normalmente as pessoas nos definem por si mesmo.
E é assim a vida lá fora... acham que a roupa do vizinho tá suja e esquecem de lavar o vidro da própria janela da qual as observa.

Bejóca

Ti disse...

Rir de nós mesmos é maravilhoso!!

Isso vc faz com maestria, mas nem todo mundo sabe fazer, principalmente em "ambientes profissionais"...

Quanto ao comentario do Jota, esquece... Faz parte do ambiente "livre pensar"

Beijos apaixonados por seu lado FUN... E pelos outros tambem!

e daí? disse...

é dificil mudar a natureza...humor mal interpretado tb conheço bem..rs E, gosto desse sarcasmo. Mudar pra que? ou pra quem?

Érica Martinez disse...

ainda estou na parte em que penso (ou tento) antes de falar...

Vanessa Souza Moraes disse...

"(se blogueiro não fosse minimamente narcisista teria um diário trancado na gaveta ao invés de um blog)".

Rsss.

O eterno conflito era o id e o superego...

Isadora disse...

Flávio, o fato de termos um espaço aberto e público acaba por abrir brecha para que comentários assim sejam feitos, porém acredito que não possamos ser julgados pelo que escrevemos, somos mais que isso.
Deixei para você um selo/brincadeira lá nos Tantos Caminhos. Que sabe deixa o dia um pouco mais alegre.
Fique à vontade para aceitar ou não.
Um beijo

Mari disse...

Pois é Flavio, é o preço que a gente paga por ser autêntico meu querido!
Concordo contigo, também não gosto de ser desgostada..e penso que todo mundo sente assim!
Importante é "você" estar feliz com que você é...de resto meu querido..deixa que digam e que falem!
Um beijo

Luna disse...

Gostei do que tu disse. se não fossêmos todos um pouco narcisistas, teríamos um diário guardado a sete chaves. quanto a critica, sou tanto parecida em alguns aspectos, especialmente quando vc fala sobre brincar com as pessoas. eu sou mal interpretada às vezes, por conta da minha ironia e acidez, enfim. eu gosto de pessoas assim, e normalmente nem acho que é defeito, às vezes é até interessante, rsssss.

Luna Sanchez disse...

Não acho que tu seja narcisista (ponto 1); não administro bem as brincadeiras que, mesmo sem essa intenção, me deixam exposta ou desconfortável, e não estou dizendo que a tua, feita no tal jantar, foi desse tipo, até porque, tu nem contou, aqui, qual foi, é apenas um comentário. Sendo assim, ainda prefiro o tom "artificial", nas reuniões sociais (ponto 2); é claro que todo o blogueiro quer ser visto, notado, admirado. Penso que falta com a verdade quem diz o contrário (ponto 3).

Beijo, vou ver o vídeo do salto! =)

ℓυηα

A. Marcos disse...

Lendo Nietzsche fica fácil entender que vaidade não é, necessariamente, um problema. É ela que nos move e move toda a humanidade. Uns são mais vaidosos que outros e, na minha sincera opinião, há atividades em que é preciso ser vaidoso (ou para alguns narcisistas). Também acho que essa é uma qualidade humana equivalente a ser alpha entre os demais animais. Advogados, médicos, políticos, publicitários, músicos e artistas em geral têm em comum essa marca: a vaidade!
Por outro lado, eu também vez por outra me deparo com comentários de quem não gostou de uma ou de outra consideração minha. Também não gosto de ser "desgostado" mas é como vcoê falou: eu passo a maior parte do tempo comigo mesmo logo...

Flavio Ferrari disse...

Que conste nos autos que não fiquei chateado com o comentário do Jota ... Nem conheço o moço.
Só usei de exemplo porque foi o mais recente ...

Flavio Ferrari disse...

Carla: sempre gentil comigo. Mas creio que grandes narcisistas não são muito bons amantes porque tendem a ser egocêntricos ...

Flavio Ferrari disse...

Ju: muchas gracias ... e deve ser por isso que tenho poucos (e bons) amigos.

Flavio Ferrari disse...

Lila: isso também é verdade ... quem não quer cortada, melhor não levantar.

Flavio Ferrari disse...

Nanda: tks ...sou pior pessoalmente ...

Flavio Ferrari disse...

Ana: você deve ser terrível ...

Flavio Ferrari disse...

Ti, minha amada ... você tem um coração de Amélia ...

Flavio Ferrari disse...

Andrea: você também tem cara de ser encrenqueira ...

Flavio Ferrari disse...

Érica: já anda exagerando ...

Flavio Ferrari disse...

Vanessa: depois dos últimos dois anos de psicanálise, eles fizeram as pazes ...

Flavio Ferrari disse...

Isadora: o julgamento dos outros não está sob nosso controle ... vou la ver.

Flavio Ferrari disse...

Mari: e viva Jair Rodrigues ...

Flavio Ferrari disse...

Luna: eu gosto de gente irriquieta e descomportada ... mas não é todo mundo que gosta.

Flavio Ferrari disse...

Luna S: veja só ... supreendente.

Flavio Ferrari disse...

Marcos: ainda bem que concorda ... conheço um montão de piadas sobre advogados ...

Suzana disse...

Estranho como algumas pessoas ficam incomodadas com aquelas que se gostam!Mais estranho ainda alguém não rir de suas piadas.Mas, concordo que é necessário conhecer-te para entender suas brincadeiras.
Liga não!Você tem amigos que te amam e te admiram, até mais que você.

beijocas

Anne M. Moor disse...

Se a gente não se amar, ninguém mais nos amará... E com a licença da Ti, eu te adoro! :-)

Bjos
Anne

Walmir Lima disse...

Flávio,

E não é pra se chatear mesmo.

Ser narcisista é apenas uma questão de (boa e aguçada) percepção - uns tem; outros não, e, então, criticam.

Como diria o velho Ibrahim Sued:

"Os cães ladram e a caravana passa!"

Um abraço,

"W"
(ou melhor, Walmir)

Sentimental ♥ disse...

sem dúvida isso faz toda a diferença.
bj