Páginas

terça-feira, maio 04, 2010

Flashforward

Eis-me aqui assistindo mais um episódio aleatório de Flashforward, a nova série do AXN ...
Por um lado, o vício profissional me leva a fazer uma avaliação crítica da série e entender porque os quinze primeiros minutos do capítulo foram dedicados à explicação do que estava acontecendo, com um locutor de fundo (voice over) esforçando-se para que tudo pudesse fazer sentido ... (sorte minha).
É uma série muito confusa para ser acompanhada por quem perdeu os primeiros episódios e não tem o mesmo charme de Lost, que padecia do mesmo mal, mas se tornou uma "febre".
Livre da neurótica compulsão avaliativa, dedico-me a pensar como seria se tivessemos, como aconteceu com os personagens da série, um vislumbre do futuro.
Observar-nos num futuro próximo nos permitiria fazer algo hoje para mudá-lo, caso não nos agrade.
A série gira em torno disso, e do mistério em sí (toda a população do planeta teve essa visão simultaneamente, e tem uma turma fazendo de tudo para descobrir o porquê).
No mundo real, de certa forma é possível fazer isso. Observar o mundo e avaliar nossas ações no contexto do "movimento do universo" torna possível imaginar o que vai acontecer no futuro.
E poderíamos mudar, caso essa visão probabilistica não nos agrade.
A verdade é que muitas vezes preferimos ignorar essa "capacidade" antecipativa e deixar como está para ver como é que fica ...
E, depois, nos apresentamos como vítimas do destino.
Curioso ...

7 comentários:

Nanda Assis disse...

nunca vi.

bjosss...

.
-- _____DD_
-/__\\____\____
/…._.|-….|……._.o\
=’(@)--------(@)-´

Luna Sanchez disse...

Ah, Flavio, é que a zona de conforto é tão...confortável.

Rs

Beijo, beijo.

ℓυηα

Lila disse...

Temos essa capacidade e mesmo assim, nos escondemos dela...o ser humano é na sua essencia fatalista, triste isso né !
Será que isso acontece pq temos sempre a "esperança" de que conosco será diferente?
Adorei seu blog.
Bj

Sentimental ♥ disse...

eu gosto de Flashforward, assisto desde o começo e confesso q já me vi pensando vááááárias vezes sobre o futuro e sinceramente não sei o q faria com uma informação dessas.

melhor deixar como está pra ver como é q fica!!!

A.Tapadinhas disse...

Adorei os primeiros dois ou três episódios de Lost.

Depois, depois achei que estavam a gozar comigo e desliguei...

Bom o seu aviso à navegação: com o Flashforward nem os primeiros verei...

Abraço,
António

Anne M. Moor disse...

Nos meter demais até em nossas próprias vidas pode dar uma confusão dos diabos!!!!!!!!!!!!!!!

Gosto da série...

Bjos
Anne

Juan Moravagine Carneiro disse...

Confesso que não conhecia....


Abraço