Páginas

sábado, maio 15, 2010

Sobre títulos e pessoas

Outro dia, um executivo amigo meu foi levar um cliente que visitava o Brasil para conhecer a "noite paulistana".
Ambos razoavelmente bem apessoados e elegantemente vestidos fizeram sucesso na balada animada.
Meu amigo, entretanto, divertia-se dizendo às garotas que se aproximavam do par que ele era o guarda-costas do cliente. Como estava usando um blazer preto e camisa escura, as garotas "compravam" a história e, rapidamente, se desinteressavam por ele, dedicando-se a seduzir o cliente que, além de executivo rico (já que tinha guarda-costas), falava com um charmoso sotaque espanhol.
Curioso como o título de guarda-costas, apesar das eventuais fantasias femininas, tinha o poder de limitar a percepção das mulheres.
Meu amigo é um sujeito razoavelmente bonito, inteligente e divertido. Caso tivesse se apresentado como executivo, certamente seria tão ou mais assediado quanto o seu cliente.
Mas não vamos nos limitar nossas considerações às garotas em busca de um potencial candidato ao acasalamento.
Esse é um aspecto cultural da sociedade em que vivemos.
Somos avaliados (e avaliamos as pessoas) pelo cargo, atividade, posição social ou sinais de riqueza externa.
Chato, não ?

22 comentários:

Tempestade disse...

Chatíssimo meu caro amigo!
Certa vez um cara me disse assim: "Não, não vai dar", e eu: "Por que?" e ele: "Porque você é estudada demais e tem até mestrado"....
E isso por que ele já passou por uma graduação.

Elementar meu caro Watson!!!!
Beijos querido e boa semana!

e daí? disse...

chato, pessimo, preconceituoso...e, no entanto, é real. Infelizmente.

Solange Maia disse...

de vez em quando penso que talvez essa possa ser uma vantagem no mundo "virtual"... afinal, conhecemos as pessoas "ao contrário"... a última coisa a ser descoberta é a aparência, o cargo, o título, etc...

dessa inversão de repente pode nascer um encontro bem mais "real"...

paradoxos do mundo moderno...

Sentimental ♥ disse...

pois eu certamente teria me interessado pelo guarda costas...

Mari disse...

Pois é Flavio, chato demais...
Mais do que chato é triste mesmo!
Um beijo

Cris disse...

Diga lá, Sr. Ferrari!
De volta à Sampa vim ler essas histórias de homens vestidos de preto....rs

Não avlio mais humanos...perda de tempo!!!!!!!!!!!!!!

beijos

Paulinha Costa disse...

Essa superficialidade é muita chata, por outro lado é facilmente perceptível. Há muita gente que desfruta dela e até faz dela uma forma de viver. Cada um na sua sintonia...
Bj Flavito, passei pra tomar um café antes de dormir, foi ótimo!

Flavio Ferrari disse...

Letícia: então és mestra ? Quanta honra para este humilde café ...

janaina brum disse...

Eu diria que é uma pena! As pessoas mais interessantes que conheço não tem muito dinheiro para contar e ocupam o seu tempo com coisas beeem mais animadas!

Flavio Ferrari disse...

Andrea: mas também é divertido, algumas vezes ...

Flavio Ferrari disse...

Solange: sempre sábia ...

Flavio Ferrari disse...

Ju: imagino !!

Flavio Ferrari disse...

Mari: não fique triste, não se zangue ...

Flavio Ferrari disse...

Cris: humanos ainda são minha melhor companhia ...

Flavio Ferrari disse...

Paula: um café volutto para você ...

Isadora disse...

Chato? Horrível! Outro dia li uma frase que fala mais ou menos sobre o que você postou: não julgue um livro pela capa.
Um beijo

Ti disse...

Sempre me lembro de um presidente de empresa que não colocava o cargo em seu cartão de visita...

Uma vez, ao entrar na reunião com várias pessoas externas e internas, o cliente pergutou para ele quando o mesmo entregou o cartão: Qual o seu cargo?

Ele, sem a mínima dúvida respondeu: "O espaço em branco é para que você possa prencher conforme sua preferência e necessidade para o momento"

Achei o máximo!!!

Beijos já saudosos...

Carla P.S. disse...

Não curto, também.
=(

Érica Martinez disse...

chatéeeeeeeeesimo!
Um viva aos barmen bonitões!

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Não vou nem desenvolver o papo, mas você deu também um excelente exemplo de mulheres que vêm ('infelicíssimamente') assumindo um comportamento patriarcal...
Proponho o presidente de Ti para presidente...

Denise disse...

Flávio
Assim como você(leio todos os comentários rs)
Humanos são minha melhor companhia
e sempre haverá alguns que se afinem comigo.
Aposto que o guarda- costa afinaria rsrsrsrs
carinho

doppiafila disse...

Mais chato ainda para quem nao é CEO!!!!