Páginas

sábado, dezembro 04, 2010

Os ateus

O Ministério Público Federal está exigindo que a TV Bandeirantes exiba uma retratação em função das declaracões do Datena sobre os ateus. 
O apresentador predileto de alguns afirmou, durante a apresentação de um de seus aprazíveis programas no último mes de julho, segundo o UOL: “...porque o  sujeito que é ateu, na minha modesta opinião, não tem limites, é  por isso que a gente vê esses crimes aí”.
Bem, outro dia eu escutei uma senhora nada cristã comentando que só contratava moças evangélicas para trabalhar na sua casa porque eram limpinhas e não roubavam.
E depois os brasileiros se dizem alheios as questões de intolerância religiosa, como se isso fosse coisa da turma do oriente médio.  Deles eu não posso falar.  Tudo o que sei é o que vem sendo publicado pelas agéncias de notícias norte-americanas.  As poucas vezes em que tive a oportunidade de assistir a Al Jazeera foi em árabe, e estou meio enferrujado nessa língua.
Mas o nosso povo posso observar "in loco" e conhecer seus tabus e preconceitos.
Como não sou um tipo de ideias muito convencionais e costumo me divertir confrontando, com respeito e bom humor, as certezas alheias, tenho a rara oportunidade de conhecer alguns pensamentos que escapam da auto-censura cotidiana.
Nenhuma crítica... cada qual com suas idéias.
Mas que é chato ver alguém ganhar (muito) dinheiro para promover idéias tacanhas na televisão, isso é.
Acho bacana a iniciativa do MPF, mas se eles assistirem todos os programas do moço vão ter muuuuito trabalho pela frente.

6 comentários:

Sentimental ♥ disse...

esses são os tais 'formadores de opinião'.... lembra do Bóris, também na Band? acho melhor mudade de canal. rs

Taís disse...

É verdade, vão ter um trabalhão. Esse povo - e bem lembrou a Sentimental do Bóris - fala cada absurdo que é de arrepiar...
Na verdade eu acho que todos temos nossos preconceitos (seja sobre o que for), embora possamos insistir que não, agora, externar isso para quem quer que seja ou, pior ainda, em rede nacional, ahhh faça-me o favor, viu?

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Oi, há quanto tempo... Respondendo à sua pergunta, não dá pra comentar no doutzen. Se você quiser comentar algo, comente no eu e daí e eu não publico.
Um beijo pra você, Flavio. Estava com saudades.
Renata

Anne M. Moor disse...

E eu me divirto quando as pessoas aqui enchem a boca pra dizer "No Brasil não tem preconceito!" Pois sim ... e como tem!

beijo pra ti e pra Ti.

Anne

Roger disse...

Eu me senti pessoalmente ofendido, mesmo que tendo em vista a origem da ofensa a relevância seja pequena; ofensa é ofensa.
O pior é que o indivíduo mente quando se diz revoltado com as atrocidades, ele gosta! Afinal, é seu ganha-pão...

Suzana disse...

Uma certa vez eu ouvi : Eu só atiro, quem mata é Deus.