Páginas

quinta-feira, agosto 25, 2011

The boyfriend zone

Jeff, do divertido seriado da BBC "Coupling", explica a Steve, o protagonista, o que é a "boyfriend zone".
Em linhas gerais o conceito se refere àquele período do relacionamento onde ambos ainda estão interessados em agradar para garantir a conquista.
Jeff, na verdade, se esforça para explicar a Steve as vantagens de se manter o relacionamento nessa zona, desde que ele saiba utilizar os seus "direitos".
Steve é pouco assertivo e vítima de uma namorada extremamente manipuladora, que abusa da insegurança do moço.
Em linhas gerais, a boyfriend zone é uma fase divertida do relacionamento, principalmente como memória.  Enquanto vivemos esse momento, ele também costuma ser aflitivo para ambas as partes.
As pessoas se interessam e se apaixonam por "projeções".  Você se sente atraído (a) por algumas características mais evidentes e completa o que não conhece de forma idealizada.  O outro (ou outra), se também estiver interessado, vive a mesma situação e, pelo seu lado, tenta adivinhar e corresponder às expectativas para não perder a chance.
É uma dinâmica que tem tudo para dar errado e, por isso mesmo, aflitiva.  Em algum momento você terá que ser você mesmo e aí começam as frustrações (ou, pelo menos, esse é o pavor intrínseco).
Mas, segundo Jeff, também é a hora de aproveitar, porque a candidata estará disposta a aceitar seus pedidos com maior elasticidade, desde que considere valer a pena (o que significa que você também deverá estar fazendo algum esforço).
Minha posição filosófica para relacionamentos afetivos é o que se poderia chamar de "romantismo de resultados".  Prefiro transparecer, o mais rápido possível, quem sou eu e, naqueles pontos em que não correspondo às expectativas projetivas fantasiosas, demonstrar as vantagens da diferença.  Por outro lado, também procuro dar espaço para que a outra parte faça a mesma coisa (ser ela mesma e conquistar-me por isso). 
A grande vantagem dessa abordagem é que a "boyfriend zone" fica mais confortável e, por isso mesmo, ainda mais divertida, podendo ser extendida por muito mais tempo.
Também pode significar o fim do relacionamento ainda no primeiro tempo.  Mas isso me parece melhor do que investir em algo que certamente não dará muito certo no final.
É muito melhor quando a gente pode agradar sem fazer esforço, apenas existindo e amando.