Páginas

sábado, fevereiro 24, 2007

Inexorável (pensamento da manhã)

Para quem está acompanhando as digressões sobre a teoria evolucionista no Assertiva, sugiro a leitura da última postagem do Rodrigo no Dysfemismo (links ao lado).
Inspirado em ambos e pelo licor 43, parí:

"Somos como os elétrons dos átomos das moléculas da batata.
Não temos consciência, movimentamo-nos aleatoreamente com falsa liberdade mantendo-nos confortavelmente próximos de um núcleo conhecido, e deixar de contribuir para a existência da batata não é uma opção."

5 comentários:

Anônimo disse...

Verdadeiríssimo, grande sacada.Adorei esse.
Lú.

Ti Bell disse...

Sábias palavras...Dignas de um Guru!!

Ernesto Dias Jr. disse...

Quem sai aos seus...
A continuar assim, a gente vai ter que bater ponto lá no Dys também.
Como bônus, o Flavio acaba de solucionar o mistério da Criação. Nada de Fiat Lux. Agora sabemos que a Frase Perdida de fato foi: "Vá plantar batatas!"

A propósito: estou me sentindo um purê nesta manhã de sábado...

Udi disse...

Mas esse pensamento já não seria resultado de alguma consciência?
Ilumina-me, ó Guru!

Flavio Ferrari disse...

De verdade, Udi ... não sei...
Quem está meio purê hoje sou eu.
Purê com wasabi.