Páginas

sábado, junho 23, 2007

Amor e ódio


Meu psicanalista costumava dizer que só somos capazes de odiar aquilo que amamos.
Eu discordo.
Mas a camiseta é fantástica...

(foto enviada pela Lú)

7 comentários:

Anne M. Moor disse...

Sensacional! Tbm não concordo... *-)

Rodrigo Ferrari disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo Ferrari disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rodrigo Ferrari disse...

Eu ainda não sei quem é a lú.
mas a camiseta é genial.

E não me bizantinaria numa discussão tautológica dessas, já que amor e ódio não representam objetos do mundo mas conceitos subjetivos indefinidos individualmente, o que torna um absurdo inconsequente discutir com outra pessoa qualquer coisa que os envolva.

Seria como discutir uma "equação" de 2 variáveis que só tem um lado (sem igualdade ou desigualdade) - mas na qual todos parecem projetar claramente um sinal de igualdade e um número do conjunto dos números imaginarios do outro lado / e numa sala de aula que está aprendendo letra cursiva

Lù disse...

TOM ZÉ disse bem:
"Tô te explicando pra te confundir
tô te confundindo pra te esclarecer
tô iluminando pra poder cegar
tô ficando cego pra poder guiar".
BJ.
Lù.

Lú. disse...

Conceitos subjetivos INDEFINIDOS individualmente ´e demais...
Lú.

Ernesto Dias Jr. disse...

Nintendi nada...