Páginas

terça-feira, julho 17, 2007

Pensamento da noite ...


Viver é desenhar sem borracha.

(Millôr Fernandes)

11 comentários:

Ti disse...

Viver é desenhar sem borracha, mas com o lápis... Algumas passagens são fortes, marcam o papel,não somem... já outras são leves... muitas vezes imperceptíveis após algum tempo, seja pela folha já gasta ou pela vista embassada com as lágrimas consagradas pela tristeza ou pela ALEGRIA DA VIDA!!!

A decisão, ainda é nossa!!!

Beijos

Ernesto Dias Jr. disse...

poisé.
Foi por não usar borracha que fiz cinco filhos maravilhosos.

disse...

Puts, enfim achei um jeito de saber desenhar bem...

É! disse...

e dá pra colorir ainda!!

obs: hahahahahahaaha, ernesto: impagável!

Anne M. Moor disse...

E eu fiz 4 jóias, meus grandes amigos... :-)

Marcia disse...

...mas q tem horas q ela seria necessária...Ah! tem sim...

Ernesto Dias Jr. disse...

Pensamentinho:
Nas vida fazemos coisas que podem perfeitamente dispensar a borracha. Mas para outras o papel higiênico é imprescindível.

Flavio Ferrari disse...

Bacana a analogia da Ti ...
E eu também detesto usar a borracha, como o Ernesto.
E, agregando, só quem não faz, não erra ...

Ju disse...

Já me disseram:"quando desenhar NUNCA use borracha! O que vc considera erro, serve de parâmetro para chegar no acerto"

Rodrigo Ferrari disse...

ahahahahahah

o ernesto é genial

sim, é desenhar sem borracha, o que prova que o destino é cientifico, já que as possibilidades de letras que voce tem só existem na sua cabeça, no papel, nao há possibilidades, há letras.
e pra completar, a escolha das letras nao será imparcial, ela depende da determinados fatores. o que prova que também nao existe livre arbítrio.

Rodrigo Ferrari disse...

e além do mais, voce náo só tem que escrever sobre as linhas que te dao, como tambem tem que escrever sobre o tema que seus antepassados inventaram (os tabus)