Páginas

domingo, outubro 19, 2008

Visitando Londres


Estamos aqui, Rodrigo e eu, passando um final de semana no velho mundo.
Ele pela primeira vez.
E como a genética é hereditária, teve a mesma sensação de “pertencimento” (belonging) que eu. A gente se sente meio “em casa” em Londres.
Talvez seja pelas as semelhanças com São Paulo.
Nas ruas, por exemplo, pouquíssimos nativos londrinos. Várias tribos falando predominantemente inglês com sotaques diversos. Condescendência cosmopolita: ninguém parece se escandalizar com facilidade. São Paulo, mantidas as devidas proporções, é muito parecido. Manés, gaúchos e soteropolitanos misturam-se aos poucos paulistanos natos em busca da felicidade, na cama, na praia, na rede ou no dorso de um cavalo, sem preconceitos.
Em Londres, atravessar a rua é uma aventura. Os carros surgem sempre pelo lado que você menos espera e parece não haver ninguém na direção. Igualzinho a Sampa, e olha que nem precisamos mudar o volante de lado.
Outro ponto comum de ambas as cidades: os jovens em busca do desenvolvimento pessoal.
Na foto que ilustra a postagem, tirada sub-repticiamente no metrô, a loira aproveita o tempo para instruir-se com o livro “The Female Brain”.
Na Inglaterra também temos um Corinthians, que igualmente não joga na primeira divisão.
Mas também notamos algumas diferenças marcantes.
Aqui o povo é mais educado e até os mendigos falam inglês.
Aparentemente, o consumo de cerveja é bem maior. Prova disso é que a garrafa de água que comprei explicava o que era o líquido: “100% clear spring water – helps you to stay mentally and physically hydrated all day”. Outra garrafa, no quarto do hotel, chama a atenção para o sabor: “incomparable in taste”.
E as mulheres tingem os cabelos com cores incontestavelmente artificiais, com mechas azuis e rosas. Honestíssimo.
Amanhã vamos visitar o Big Ben, o equivalente londrino do relógio do Itaú da Avenida Paulista.

12 comentários:

Glaura disse...

Tô morrendo de inveja!!!!

Ti disse...

As cidades são tão parecidas que tivemos clima londrino neste final de semana!!!

Raffaella disse...

Sei bem esse sentimento...eu tive também, só que não em Londres...em Miami!

Anne M. Moor disse...

Essa sensação de que não tem ninguém no volante foi muito forte!!! Ahahahahaha

O que mais gostei da Inglaterra foram as 'winding' estradas entre uma cidade e outra. Muito verde...

aproveitem!

Suzana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Suzana disse...

Não esqueça de ir ao Bushy Park,isto é ,se gostar de animais.
Eu amei.
bjs

Udi disse...

Londres?!
...e eu passei em sua sala no final da 6ªf e ainda deixei um bilhetinho imaginando que você fosse ler quando chegasse na segunda!

Udi disse...

...e você notou que as raízes da cabeleira loira começam a escurecer? Seria efeito da leitura?

Érica Martinez disse...

hehehe... só que o nosso é digital! veja como estamos avançadinhos!!

Amanda Arthur disse...

mind the gap!!!

André Giannini disse...

'incomparable in taste' ahahahahahah... a água?
Realmente, a cerveja deve predominar...

disse...

As mechas azuis são lindas.