Páginas

quarta-feira, março 03, 2010

Ai, meu Deus ...



Eduardo estava tranquilamente tomando sua cerveja quando o cara apareceu do nada.
Começou com um papo aleatório mas logo chegou onde queria: convencer Eduardo a aceitar Jesus.
- Mas é o fim da picada ! - Eduardo ficou indignado quando se deu conta dos objetivos de Pedro.
- Porque ? Você acha ruim que eu esteja interessado em salvar sua alma ?
- Para começar, minha alma só precisaria ser salva se eu acreditasse no que você acredita.... Posso até aceitar que cada um acredite em seus próprios amigos imaginários ... mas querer convencer os outros a creditarem também ... isso é o fim da picada.
- Ora, Eduardo, não é bem assim... Deus existe independentemente da sua fé. Ou você tem alguma dúvida disso ?
Eduardo teve que se segurar para não cuspir o último gole de cerveja enquanto ria ..
- Nenhuma dúvida ... o seu deus existe independentemente da minha fé ...
- Então ?
- Bem .... não me surpreende que você não tenha captado a ironia da minha observação ... mas vamos encurtar a história ... pode ficar tranquilo ... já tenho meu próprio deus ... aliás, uma Deusa.
- Como assim ? Seu próprio Deus ?
- Ué ... não tenho direito a esoclher meu próprio amigo imaginário, Pedro ? Entre as opções disponíveis na minha imaginação, a forma feminina me pareceu a mais agradável.
- Você fala como se fosse uma brincandeira de crianças ... estamos falando da verdade, Eduardo ...
- Da minha ou da sua ? ... bem, deixa para lá ... fato é que não é uma brincadeira de criança. Quando a gente é criança não tem necessidade de convencer os outros a acreditarem no nosso amigo imaginário. Isso é coisa de adultos.
- Meu caro Eduardo ... você me parece uma boa pessoa ... pena que esteja tão perdido ...
- Perdido ! Eu ??
Pedro fechou os olhos e murmurou sorrindo:
-Ao qual, não o havendo visto, amais; no qual, não o vendo agora, mas crendo, vos alegrais com gozo inefável e glorioso, alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas....
- Pedro citando Pedro é redundância .... - Eduardo sorriu dando mais um gole na cerveja.
- Você conhece a "palavra" ??? - a surpresa de Pedro era enternecedora.
- Quer saber se eu lí a Biblia ? Eu lí. Minha deusa é liberal. Mas duvido que você tenha lido alguma das escrituras celtas.
- E para que deveria ? A palavra do senhor me basta.
- Bem ... as cerimônias são bem mais divertidas ... mas você não me parece estar em busca de diversão, já que precisa expiar o pecado original.
- ..... - Pedro ficou sem palavras.
- Olha, Pedro, como eu imagino que você não seja corinthiano e estou convencido que não vai querer fazer uma aposta sobre a cor da calcinha daquela morena, creio que não será possível estabelecermos uma base comum para essa conversa social. Se me der licença, vou bater um papo com aquela turma de hereges do lado da piscina ...
- Fica com Deus, Eduardo ....
- Com a deusa, Pedro ... com a deusa ...


5 comentários:

Ti disse...

Que a Deusa te acompanhe!!!

Beijos

Sentimental ♥ disse...

mania q algumas pessoas tem de querer catequizar a qualquer custo né??? pior ainda é qndo atrapalha a cerveja.

A.Tapadinhas disse...

Tem a certeza que estavam a beber cerveja? Não seria uma daquelas bebidas, tipo Mezcal?

Abraço,
António

Érica Martinez disse...

também prefiro!

CHRISTINA MONTENEGRO disse...

Hoje é o dia do 'Green Man', (o consorte da Deusa), que virou (para quem prefere, claro) Santo Patrício...