Páginas

segunda-feira, abril 12, 2010

Arteiros na Bienal


Deu na coluna da Mônica Bergamo: pichadores vão entrar pela porta da frente na Bienal deste ano.
Excelente oportunidade para discutir a questão Liberdade X Respeito...
No ano passado, os pichadores invadiram o evento sob a liderança de Rafael Guedes, picharam paredes, lutaram com os seguranças. Uma das pichadoras, Caroline Pivetta, foi presa e condenada.
Em função disso, os organizadores da Bienal resolveram convidar a turma para participar em 2010.
Lembra os filmes sobre a Máfia, onde sempre tem um dono de loja que paga uma taxa de "segurança" para garantir que seu negócio não será vítima de alguma fatalidade.
Bem ... está certo que os pichadores não são, exatamente, mafiosos. Há quem considere a pichação uma forma de arte, diga-se a favor dos bienales.
Não tenho qualificação opinar se pichação deve ser classificada como arte ou não.
Mas não me agrada ter minha propriedade pichada sem minha autorização, incluindo nesse conceito, também, o bem público, que é de todos nós.
Reconheço o direito à liberdade de expressão do pichador, desde que ele reconheça o meu direito de não querer sua pichação na minha parede.
Liberdade e respeito podem e devem andar juntos.
Liberdade sem respeito é vandalismo.
E, na minha opinião, um vândalo não deveria ser considerado artista. No máximo, arteiro.

(Foto: do blog Incautos de Ontem)

15 comentários:

Nanda Assis disse...

tem os q são artistas, o q só protestam e os vandalos arteiros. mas acho q é valida todas as formas de expressão.

bjosss...

Flavio Ferrari disse...

Nanda: desde que não seja na parede dos outros, dá até para concordar.

Mari disse...

Bem...também não tenho nenhuma qualificação para julgar se isto é arte, mas no meu ponto de vista é vandalismo mesmo!
Concordo plenamente com você Flavio e faço minhas as suas palavras!
Beijo moço!

Mari disse...

Ah esqueci...na qualidade de artista eu incluiria os grafiteiros, que só fazem seus desenhos depois de autorizados pelo dono do espaço.
Ai sim!
bjs

Cris disse...

Affffffffff.......Picasso, Portinari, Renoir, Van Gogh, Monet e tantos outros por ai devem estar se revirando em suas tumbas.
Na boa? Acho o lixo isso no nosso país. Só por aqui mesmo, um museu abre suas portas para pichadores e com isso contrariando o trabalho do poder judiciário. Pichar é crime.
Se existe arte, que façam essa arte nas paredes de seus quartos ou de seus amigos.
Concordo com vc: andar por esta cidade e ver edifícios, esculturas,teatros, museus e sei lá mais o que "rabiscado" com a arte de pichadores, além de ser uma poluição visual cansativa e feia, é no mínimo o descumprimento legal do direito alheio e coletivo do ESTADO.
Concordo que há pinturas(pichadas) lindas e dignas de uma tela; deveriam estar numa tela e não em um muro. Abrir excessões é algo extremamente perigoso.
As brechas numa lei podem alavancar um caos.
lembra da música: " apagaram tudo...pintaram o muro..." Só quem mora em Sampa vai saber bem. Pois é, foi uma penas, mas um pode e o outro não é imcompreensível.

Flavio, falei muito.E só merda....rs....È apenas minha opinião....rs

Como vai seu pai? Melhor?

beijo pra ele!

A. Marcos disse...

Em nome da liberdade de imprensa e de expressão, uma besta quadrada do sul do país ofendeu e ameaçou um aluno de jornalismo em pleno programa, no ar, ao vivo e à cores.

Em nome da liberdade de expressão se tolera jovens pichadores, gente que emporcalha a cidade, o patrimônio público e privado, com sua violenta feiúra.

Não se tolera liberdade quando dela se faz uso abusivo e subversor de sua função primária: ser útil ao conjunto social.

Pichadores não são grafiteiros: estes fazem arte com a autorização alheia enquanto primeiros invadem e sujam a propriedade alheia deixando sinais que identificam o grupo de asnos que ali ousou estar, tal como um animal que "marca território".

Nossa cidade anda feia, suja, poluída, largada e esquecida pela população e pelas autoridades. São Paulo é terra de ninguém. E agora ainda veremos os responsáveis pela feiúra serem agraciados como se fossem "artistas".

A. Marcos disse...

Pelo visto seu pai teve algum problema de saúde. Está melhor?

Batom e poesias disse...

Concordo com todo mundo!
bjca

Rossana

Flavio Ferrari disse...

Meu pai esta melhorando gradativamente ... mas achei melhor não contar para ele que os pichadores vão estar na bienal ...

Sentimental ♥ disse...

acho q estão fazendo isso para 'ratificar' a política da boa vizinhança, só pq foram brutos na primeira abordagem...

Ana Lúcia Porto disse...

Flávio,

Tem razão em poupar o seu pai, nesse caso... Melhoras a ele.

Agradeço a sua gentileza, a sua acolhida. E, certamente, não será o café o responsável para que uma amizade sincera possa ser construída, entre erros e acertos, que seja.

Beijos e lhe retribuo do mesmo modo, dispondo o meu espaço para quando quiser... E lá, é só escolher o café ao seu gosto...

EU SOU NEGUINHA disse...

Neste país,contavenção é cultura...vai entender..
Bj Da Nega

Ernesto Dias Jr. disse...

Não sei o que é pior. O vandalismo da moça mal educada, ou a indigência intelectual do "educado" curador da Bienal de São Paulo que na última edição (a pixada), deixou um andar todo vazio para que o visitante refletisse sobre o nada. O cara é um babaca.

Ernesto Dias Jr. disse...

PS.: Fico do lado da menina. Eu também pixaria aquele espaço.

Tais Luso disse...

Vandalismo dos piores: nossas cidades ficam imundas. Onde há uma parede limpa eles estão lá pra contestar, pra se vingar e para fazer chacota do governo, da sociedade, das Instituições... E está cada vez pior.
Na França há grafiteiros excepcionais que fazem verdadeiras obras de arte nas laterais dos prédios, nos muros... Bem, mas lá é outra coisa.

Bjs e boa viagem.
Tais luso