Páginas

domingo, abril 11, 2010

Avaliações

A Marjorie de BH me mandou um simpático e-mail elogiando o Arguta Café.
Não fez qualquer crítica ou considerações maiores. Apenas disse que gostava de ler.
Um ato de generosidade.
As pessoas nem sempre são generosas em sua avaliação, mesmo as positivas.
Sou um bom executivo e dado a atos de irreverência.
Há pessoas que me admiram e me elogiam por uma coisa ou por outra.
Algumas que acham interessante que eu possa fazer ambas as coisas.
Mas são poucas as que simplesmente gostam ou não gostam, sem juizo de valor.
Somos todos, e me incluo nisso, juizes. É parte da nossa natureza, ou da nossa educação, da nossa cultura, ou uma mistura das três coisas.
Por isso comemoro quando acontecem atos de generosa suspensão de julgamento como esse.
Nem sempre comento por aqui (devo reconhecer que os frequentadores do Arguta, amigos especiais, costumam ser generosos comigo).
Mas desta vez deu vontade ...

11 comentários:

Ava disse...

São essas doses de generosidade que nos fazem seguir em frente.

E voce merece esse carinho, pela forma simples e direta como escreve, abordando assuntos dos mais variados.

Beijos

Sentimental ♥ disse...

é muito bom te ler...
vc vicia!

Nanda Assis disse...

deu vontade e em mim deu ciume! rum.

bjosss...

exoticlic.com disse...

brigada pelos seus comentaios no exoticlic

até anotei o nome do livro sobre o criador do "alfa"

eu sou praticante de alfa terapia!
=)

Suzana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Suzana disse...

Não são generosidades, são reconhecimentos.
Sabemos bem, durante nossa vida, quais são sinceros.
Lamento aqueles que não tiveram o prazer de te conhecer.Por aqui, não tem nem um décimo de você.
Querido F.F.,creio que reconhecimento deve ser dito em vida,portanto:

- Você é genial, mesmo! No sentido lato.Acredite!

Tenho muita saudades de nossos papos.
Um beijão amigo.

11:18 AM

cristinasiqueira disse...

Eu gosto de voce e muito porque te sinto franco,direto,sensível, de opinião e escreves muito bem.

Cris

Flavio Ferrari disse...

Eu adoro essas meninas ... cada uma delas.

Ana Lúcia Porto disse...

Sou da mesma opinião que a Cristina a seu respeito. Acrescento provocador. Agora, tenho lá minhas dúvidas se só pelo prazer de satisfazer o ego. Por esse prisma, me parece solitário e insatisfeito no coração. Sim, falo de amores. Desculpe-me pela franqueza e se estiver errada.

Beijos,

Flavio Ferrari disse...

Ana Lucia,
Não poderia estar mais equivocada no quesito amor ...
Naquilo que é possível receber-se, da companheira, dos filhos, da família, não poderia querer mais.
Ou melhor, até poderia, porque amor nunca é demais.
Já com relação a ser solitário, todos somos, mas me dou super bem comigo mesmo.
Gosto de franqueza e não teria nada para desculpar, mesmo que você estivesse certa ...

Ana Lúcia Porto disse...

Flávio,
É, talvez seja entre erros e acertos que possamos nos entender mais...
Fico feliz de saber que está tudo bem quanto ao quesito amor. E não me referia mesmo ao familiar, esse sempre está pronto, de braços abertos.
Desejo-lhe uma boa semana,