Páginas

quarta-feira, abril 07, 2010

Reflexão matinal

O ápice do sintoma é o diagnóstico.

(Lacan, em interpretação livre de Jacques-Flaviô - inspirado pela postagem da Vanessa, criticando um livro de Miller, publicada lá no Amálgama)

9 comentários:

Paulinha Costa disse...

Perfeito! Bom dia pra você querido!

Mari disse...

O ápice do sintoma é o diagnóstico...isso ainda dá muita reflexão!
Bom dia moço Flavio!
Beijos

Mari disse...

O ápice do sintoma é o diagnóstico....isso ainda rende muita reflexão...me fez pensar nos meus sintomas e possíveis diagnósticos!
Bom dia moço Flavio!
Beijos

Vanessa Souza Moraes disse...

Ei, Lacan, tire o "ene" depois do primeiro "a". :)

Cris disse...

Seá? Acho que é enquanto vc viaja e fica imaginando mil coisas. O que pode ser...depois, só tem um caminho ou... nenhum !

bjs

Sentimental ♥ disse...

eu prefiro não chegar ao diagnóstico...

Ana Lúcia Porto disse...

De fato, saber o que sente é fundamental...

Não li o livro Sinthoma. Me parece ser muito bom. Já me entreti deveras com psicologia, o suficiente para não querer saber tão cedo dessa área. Mesmo assim, ainda sinto uma atração.

Beijos,

Vanessa Souza Moraes disse...

Psicanálise é bem diferente de psicologia.

São saberes distintos.

Ana Lúcia Porto disse...

Psicanálise: propõe-se à compreensão e análise do homem, compreendido enquanto sujeito do inconsciente. Essencialmente é uma teoria da personalidade e um procedimento de psicoterapia contudo é inquestionável, em nossos dias, suas contribuições para compreensão da ética, moralidade e cultura humana.

Psicologia: é a ciência que estuda o comportamento (tudo o que um organismo faz) e os processos mentais (experiências subjetivas inferidas através do comportamento).
Fonte: Wikipédia.

Portanto, uma leva a outra. É o que importa.