Páginas

quarta-feira, abril 07, 2010

Patê poético


Então a Mari postou uma simpática poesia no seu Cantinho, sem usar a letra "A" uma única vez ...
Lembrei-me de um jingle que criei, quando era sócio de uma agência de propaganda ...
Concorríamos pela conta da linha Swift e a idéia era posicionar a marca como prática&chique, e a linha de patês como lúdica e nutritiva. Mamãe poderia servir aos amigos que chegam de surpresa e também preparar o lanche das crianças com o patê.
A melodia do jingle era inspirada na música In the summer time do Mungo Jerry.
A letra segue a mesma métrica e privilegia as letras P e T do patê ...





Pratico e perfeito
Para produzir
Petiscos palpitantes
Prontos para pedir
Partilhando
Pedacinhos de paixão pelo patê
Pode predizer
Se é prazer tá patente que é patê

10 comentários:

Mari disse...

Que legal Flavio,
Você lembrar disto!
Olha eu tava dizendo lá no Cantinho...este exercício de escrever sem usar algumas letras, ou privilegiando outras é realmente uma delícia...igual seu jingle e igual ao patê!
Nossa a música trouxe recordações!
Um beijinho querido

Carla P.S. disse...

Posso traçar?
Que fome.
Beijos, e um vinho!

Isadora disse...

Gostei muito disso!
Um beijo

Nanda Assis disse...

legal demais.

bjosss...

Sentimental ♥ disse...

taí, gostei, deu até vontade de comer o patê...

Denise disse...

Deve ter vendido muito,porque salivei de desejo aqui.

afagos

A.Tapadinhas disse...

Quando é que chega a minha vez de provar?

Abraço,
António

Luna Sanchez disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luna Sanchez disse...

Rs

Que bonitinho...

Flavio, me conta uma coisa : tu consegue falar na Língua do P, mesmo "sob pressão"?

Hein?

ℓυηα

Jorge Lwemos disse...

Príncipe

O Paté pode ser gostoso,
o jingle muito inspirado
mas O P e T é intragável.

Ainda bem que sua composição precede ao indigesto governo.

Lemos