Páginas

domingo, novembro 21, 2010

Ser Humano

Sempre achei que o que verdadeiramente nos distancia dos outros animais é a capacidade de ir ao dentista.
Imagine-se convencendo um tigre a deitar numa cadeira de dentista para uma limpeza de dentes, pensando no seu prórpio bem futuro.
Ser humano é ter a capacidade de pensar no futuro e agir de forma planejada.
Aparentemente, essa é uma característica que desenvolvemos com o passar do tempo.
Bebes humanos se comportam de maneira semelhante aos demais animais, buscando a satisfação de suas necessidades imediatas e aproveitando o momento quando nada o incomoda.
Na medida em que vamos crescendo passamos a pensar no momento seguinte.
No começo, preocupamo-nos com coisas simples como "do que vamos brincar depois do almoço" ou "o que teremos para o jantar".  Só muito mais tarde é que somos capazes de perceber as vantagens de um plano de previdência privada.
É essa caractarística que nos permite suportar coisas desagradáveis no presente com vistas para um bem maior no futuro.  Trabalhar o ano todo para ganhar uma bonificação no início do ano seguinte é um bom exemplo.
Pensar em construir uma casa, plantar e fazer conservas (geléias e pickles) é o que garante nossa sobrevivência e resulta no progresso da civilização.
O risco é desenvolvermos tanto essa característica a ponto de deixarmos de viver o presente, de fazer como os outros animais ou nós mesmos na infância:  cuidar das necessidades imediatas e aproveitar o momento.
Cuidar do futuro é bom, desde que isso não signifique adiar permanentemente a felicidade.

13 comentários:

Anônimo disse...

Como sempre a sabedoria, o viver bem, reside no bom senso, no saber equilibrar as diversas possibilidades e ir aparando as próprias arestas ate´conseguir fazer isso sem muito esforço.Quanto mais depressa se aprende, melhor de usufrui do resultado.
Um beijo Flávio, vc anda muito reflexivo ultimamente... A gente aproveita.

Lú.

Solange disse...

duas conclusões :

1. preciso urgentemente aprender a fazer geléias;

2. pensando bem vou aprender amanhã, hoje vou correndo ser feliz !

beijos

Sentimental ♥ disse...

eu dei uma parada nos planos, vamos ver no q dá.

A. Marcos disse...

Eu ainda acredito que a maior diferença entre nós humanos e os demais animais é que nós fazemos piadas e eles não...kkkk

Luna Sanchez disse...

Eu gosto de pensar nas brincadeiras para depois do jantar...elas podem até incluir geléias, oras!

;)

Beijo, beijo.

ℓυηα

Wanderson disse...

Olá!
Gostei do seu espaço, e estou te seguindo :D
Fique a vontade para me visitar também

http://comoeuvejo.blogspot.com/

abraço

Ti disse...

Segundo Eduardo Gianetti o brasileiro é sempre devedor.

Consome mais caloria hoje, para perder depois. Prefere comprar hoje e pagar amanha...

O prazer, antes do dever!!!

Neste sentido, seguimos mais os nossos instintos!

Beijos

Jaqueline Köhn disse...

Poxa, sabe que acho que nunca fiz uma conserva de piclkes ...

Isto me fez pensar se não estou contribuindo para o progresso da civilização...rsrsrs

e daí? disse...

faço conservas, picles, geleias muito, muito boas...

Paulinha Costa disse...

Eu confesso! Pensar no futuro é uma coisa que me incomoda... não tenho a menor habilidade.
Claro que isso me trás algumas dores de cabeça as vezes, mas estou tentando resolver isso com a ajuda da terapia.
Meu único prazer é estar presente!
Eu invejo os animais, eles não precisam ir ao dentista, levar o carro para revisão, pensar na previdência privada e nem fazer planos!
**Agora sim, posso dormir, coloquei o Arguta em dia pra mim, rsss
bjs

Mari disse...

Oi Flavio,

Perfeita sua crônica, concordo em você e assino embaixo.

Bom dia meu querido!

Beijos

Cris disse...

Oi Flavio!
Abri meu blog novamente por um tempinho....rs

Meu plano é agora. Aprendi às duras penas que tudo que tenho é o agora e vivo intensamente, apaixonadamente. Estou aprendendo cada dia mais viver o hoje como se ele fosse meu Senhor e Mestre...e é!
beijo pra vc!

Denise disse...

E viva o momento presente

e q o jantar ou café da manhã que logo vem (a se basear na hora q faço esse comentário),seja uma surpresa