Páginas

quinta-feira, novembro 25, 2010

Voo diurno


Voo diurno é sempre mais longo.  Ou pelo menos a sensação é essa.
O tempo demora mais para passar, a comida parece pior, o filme mais chato e as pessoas em volta não param de falar.
Nas poltronas atrás de mim, dois homens conversando.
Um deles com forte sotaque do interior de São Paulo, com “erres” vibrantes.  Aparentemente, gerente de vendas de uma empresa de produtos técnicos.  Ideias e opiniões definitivas sobre tudo, que expressa em voz alta, convicto de que todos os passageiros estão mais do que interessados em conhecer detalhes de sua vida, particularmente seu vizinho de poltrona.
O vizinho (melhor seria dizer, a vítima), de menor porte físico e mais contido. Provavelmente da zona norte da capital, imaginei, pelo jeito de falar e pela maneira educada de concordar.
Tenho que confessar que os moços eram entusiasmados.  Conversaram ininterruptamente durante as quase 7 horas de voo.
- Dá para acreditar num negócio desses ? – disse o cara do interior, quase gritando.
- Como assim ? – perguntou o outro, buscando um pouco mais de informação para poder concordar.
- Essa crise ... todo mundo quebrou.  E os caras não viram isso.  Não tinham previsão ?  Como é que pode ?
- Que caras ?
- Os caras que tinham que ver isso, pô ... como é que não viram ?
O outro parecia não estar convencido de que existiam pessoas com esse tipo de tarefa no mundo e concordou, timidamente.
- Hum, hum ...
- E o Obama, então ?
- Ô ...
- Muito tímido ... não dá para ser presidente assim.
- Tímido ?
- É ... está perdendo o apoio do congresso por causa disso ... é, desculpe a palavra,  foda.
- Isso é ...
- E o impacto disso então ?  Os Estados Unidos sustentam o mundo ... são 300 milhões de pessoas ... sabe lá o que é isso, véio ?  Porque a China não briga com os Estados Unidos ?  Porque são 300 milhões de pessoas que consomem ...
- Pois é ... 300 milhões.
-Já o Brasil tem outra dinâmica.
- Ah ... isso tem ...
- E não dá para mudar isso assim fácil .
- É, não dá mesmo...
- Tem que aprender a mudar as coisas ... piedade é você tirar a comida da boca do teu filho ... do teu filho, entende ? ... para dar para o outro...
- Pô ... difícil um cara na tua posição pensar assim ... vamos falar ...bacana.  Numa posição importante, casado, com filhos ...
- Não tenho filhos ... tenho um cachorro ... mas para quem não tem filho, o cachorro acaba ficando um filho, véio ...
- Hu-hum ...
- Você entende mesmo ?  Sabe como é ?  ... Num tem amor como o amor de cachorro ...
- É bacana mesmo ...
- Você pode perder tudo ... dinheiro, casa .... tudo ...e ele continua junto com você do mesmo jeito !
- É .... ali, com você ... Gato não é igual.... - o rapaz da zona norte tentou emitir uma opinião própria.
- É sim ... quem não tem gato é que pensa que não é igual ... Mas é igual sim ... até mais ... você tem gato ?
- Não, mas já tive ... é igual mas é diferente ...
- É igual, véio, a mesma coisa ...
- Você tem gato ?
- Não, mas gosto muito ... tenho um amigo que tem ... leva para passear que nem cachorro.
- Não diga ?
- Até na praia ... fica dividindo o milho com o gato ...
- Gato come milho ?
- O dele come ... milho é uma coisa fantástica ... ninguém sabe de onde veio ...
- O milho ?
- É ... vê a história ... uma hora apareceu o milho e ninguém sabe como ...
- Não sabia ...
- Ninguém sabe direito ... mas também tem coisa que ninguém conta ...
- Isso é ...
- Sabe o chopp escuro ?
- Sei .. aquele escuro ...
- Então, as vezes você vai no bar e não tem chopp  escuro, né ?
- Ia falar nisso mesmo ...
- Pois é, véio ... mas aí você toma chopp escuro mesmo assim ?
- Tomo ?
- Toma ... os caras dão um pó para o dono do bar misturar no chopp claro se acabar o chopp escuro ... aí você pensa que está tomando chopp escuro ... mas é o claro com o tal do pó ...
- Safadeza ...
- Pior é o que fazem com o whisky ... mas nem te conto.
- ô ... eu fui uma vez ... lá onde fabricam a Ypioca ... tem um lugar lá cheio de teia de aranha com umas garrafas que estão lá há mais de 60 anos ... e você perde mais de 2% do conteúdo por ano ...
......
(se alguém quiser que eu continue, é só avisar ... tenho 6 horas de registro)

15 comentários:

Única e Exclusiva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Única e Exclusiva disse...

Benzadeus,... n consegui nem ler tudo,... parei nos 300milhões, huahuhauha

Falta-me paciência pra coisas assim! mas, fzr oq?

beijos ;)

Maria Rita disse...

São nessas horas que adoro não ser simpática...rs


Beijos pra Ti

e daí? disse...

...depois q passa a gente até ri, na hora é tortura! Passei 11h com uma mulher na poltrona de tras submetendo 2 rapazes a um inquerito, ao mesmo tempo q contava em detalhes sua vida desde a maternidade. E, eu sem nem um tarja prata pra apagar ou pra oferecer a criatura! Mas vc chegou bem, né, bem feliz com o voo? Agora, relax e escreve! kkkk
bj

Denise disse...

Pelo menos TU CHEGOU BEM NÉ RS

Pelos caminhos da vida. disse...

Achei que isso acontecia só com quem viaja de buzão, kkkkkk

beijooo.

Cris disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Acho que sou meio maluca, pq me diverti pra caramba. Por mim, pode continuar com o papo. Cara, esse mundo tem milhares de povos.....rsrsrsrsrsrsrsrs

Ainda bem que o outro concordava com tudo ou desconhecia tudo....rsrsrsrs

Isso poderia dar uma peça de teatro com muito humor. Nada que um expert não possa lapidar...rs ( foi o que vc fez com o texto).

beijos

Anônimo disse...

por isso que eu digo e repito...
"eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo"

se tem uma coisa que realmente me tira, de verdade do sério, é isso. gente com verdades absolutas sobre assuntos que estão tão, mas tão mesmo fora do alcance delas....
casadamariah.blogspot.com

Tathiana disse...

Cara, é cômico, mas tb é trágico. Ter q aguentar esse tipo de tagarelice hoooooras a fio é complicado. Mas deixa te dizer: eu tenho que aguentar uma maluca que fala alto e grita como se estivesse no meio de um show de rock dentro do ônibus que eu pego todo dia para voltar pra casa. Sorte que ela ñ fala por muito tempo na maioria das vezes senão seria expulsa do ônibus - a maioria prefere dormir. Mas nas sextas-feiras... Adivinha? Tem festinha no ônibus. Juro, fico chocada como depois de perder cerca de 4horas e meia, 5 horas viajando a semana toda pra trabalhar feito escrava, o pessoal comemora. Se fosse uma alforria definitiva, eu teria vontade de comemorar... Mas é só sábado e domingo, né? rs.
Bjs.

pedrocalejon disse...

Isso da um conto!
Sensacional!


Cale

Ana SS disse...

Eu até poderia ler um pouco mais.
Mas acho que não suportaria ser a vítima.
Como curitibana, um olhar gelado as vezes é o suficiente.
:)

Luna Sanchez disse...

Gato que vai à praia com o Obama gosta de chopp escuro ou prefere milho com pó?

Francamente, puta que pariu, hein, moço?

Beijos pra ti. Tô com saudades.

ℓυηα

Sentimental ♥ disse...

kkkkkkkkkkkk
gostei da capacidade dele de linkar assuntos nada a ver e fazer a coisa toda ter uma conexão lógica...

Taís disse...

Nossa!!! Eu tenho pavor de gente que fala demais... teria tido uma sincope no avião.
Isso me lembra que numa vez peguei um avião em Foz e estava rodeada por um grupo de amigos bregas, desses que falavam alto e deviam estar "altos" também. Um deles estava numa poltrona do lado da minha, alguns na frente e outros atrás. O do meu lado ficava falando com os de trás, alto e incansavelmente (voo diurno...), eu fiz taaanta cara feia que não demorou muito o cara do meu lado falou: vou sentar aí atrás com vcs pq a moça aqui tá ficando brava comigo. E lá se foi ele, sem merecer sequer um olhar meu. Cara chato...

Jaqueline Köhn disse...

Não, não, por favor, guarde isto para você....rsrsrs

Fiquei cansada só com o começo ... rsrsrs