Páginas

sábado, junho 14, 2008

Verdadeiro falso


Numa palestra que acabo de assistir sobre o perfil dos líderes, ministrada por um professor da Fundação Don Cabral, comentou-se um ponto que está em moda: o líder deve ser "verdadeiro".
Deixo as implicações dessa afirmação para os comentários dos leitores.
Mas chamo a atenção para uma ressalva interessante feita pelo tal professor: melhor um verdadeiro falso do que um falso verdadeiro.
Ele mesmo deu-nos um excelente exemplo desse paradoxo, lembrando das famosas flores de plástico, muito em voga durante os anos 60 e assumidamente "fakes", comparando-as com as atuais imitações (quase perfeitas) de flores naturais dos anos 2000.
Eu prefiro as rosas de plástico azul.

10 comentários:

A.Tapadinhas disse...

Interessante! Lembrei-me de imediato de uma discussão entre um responsável da feira de artesanato e um velhote que fazia bonecos de barro à mão, toscos, naif, com cores berrantes, estás a ver o género, a quem não queriam deixar entrar na feira, porque consideravam que os bonecos não tinham qualidade. Estavam já autorizados aqueles bonecos industriais feitos na China e Taiwan, muito lisos e bonitinhos...
todos iguais...
Eu prefiro os toscos. :)
Abraço.
António

Suzana disse...

Eu prefiro esse sorriso gostoso!
Já tava com saudades!
bjs

Glaura disse...

E como você diferenciaria as pessoas que são verdadeiramente falsas das que são falsamente verdadeiras?
Eu também prefiro as verdadeiramente falsas (sabemos com quem lidamos), mas ainda restariam as verdadeiramente verdadeiras e as falsamente falsas, o que dificultaria um pouco...

zuleica-poesia disse...

Gostei da discussão e amei a foto.
Saudades!...

Jorge Lemos disse...

Tênue a linha das coisas
entre o falso e o verdadeiro
a verdade só vem a tona
quando se põe o tal dinheiro

Raffaella disse...

verdadeiros verdadeiros, por favor!

Angela disse...

Que nem gente mesmo, querendo parecer "muito verdadeiros", "muito humanos", "muito competentes", "muito de bem com a vida" ficam um tanto falsos...
Perfeitos!
Argh!

Anne M. Moor disse...

Graças a Deus que a perfeição não existe e que nossas vidas estão cheias de "imperfeições"!!!!!!!!!!

Flávio,
Kd tu? Congelaste?????

Érica disse...

"AS FLORES DE PLÁSTICO NÃO MORREM"

Raquel Neves de Mello disse...

Mas tambem nao têm perfume, Érica.
Ai, que brega. Mas verdadeiro.