Páginas

quinta-feira, junho 17, 2010

A copa do mundo e o egoísmo coletivo

Escrevo inspirado por uma postagem do Felipe Foroni, cujo blog visitei em retribuição a sua passagem aqui pelo Arguta.
A Copa começou e ninguém mais se lembra dos problemas do mundo (só quem tem problemas pessoais sérios, é claro, ou quem trabalha diretamente com isso).
Enquanto comemos pipoca na sala, torcendo para o resto do time imitar o Maicon, crianças morrem de fome no nordeste do Brasil, mulheres são violentadas na Somália, cristãos são torturados na China e bem alí, na Africa do Sul, seguem os crimes raciais que ninguém vê, porque todas as câmeras estão sendo utilizadas para filmar o evento mais importante da história do país (aliás, esperem até a Africa do Sul ser desclassificada para ver como é que a coisa vai ficar por lá para os turistas !!!).
A questão é: como é que você consegue ficar comendo pipoca e torcendo para um bando de sujeitos que ganham alguns milhões de dolares por ano para empurrar uma bola com o pé (ou evitar que um outro empurre antes dele) enquanto o mundo está do jeito em que está ?
Espere ... antes que você olhe com culpa para sua nova TV de Led de 42 polegadas com sintonizador digital integrado, comprada especialmente para a Copa do Mundo (já pensou quantas crianças você poderia ter alimentado com essa grana ?) eu vou ajudar você a responder ...
Você tem o direito de ser feliz, ainda que exista alguém sofrendo no mundo. Aliás, ainda que milhões estejam sofrendo, você tem o direito de ser feliz.  Mais alíás ainda, você tem uma obrigação para com você mesmo de fazer o possível para ser feliz.
E se o que te faz feliz hoje é comer pipoca e descer o cacete no Dunga, que assim seja.
Numa perspectiva histórica, a humanidade nunca viveu tão bem.  Ainda assim, convenhamos, não é assim uma Brastemp.  Bem ... a Brastemp também já não é assim uma Brastemp, mas é bem melhor do que quando só os reis podiam tomar sorvete no verão, feito com pedaços de iceberg trazidos de navio desde os polos (ou lá perto).
Eu acredito que, como decorrência da natureza humana, sempre haverá sofrimento sobre a face da Terra.  E sou otimista ... acho que as coisas podem melhorar ainda mais com o passar das décadas, mas ainda assim, sempre teremos sofredores.
Logo, só nos resta aceitar que a vida é assim, e que temos uma oportunidade única de aproveitá-la.
Quem acredita em reencarnação pode até se dar ao luxo de disperdiçar essa, mas eu não apostaria todas as minhas fichas nisso.
Então, o negócio é fazer o possível para melhorar o que estiver ao nosso alcance e aproveitar a vida enquanto isso.
Cadê minha fita amarela, gravada com o nome dela ?

8 comentários:

Mari disse...

Eu acredito que devemos im aproveitar cada oportunidade que temos para ser felizes, você tem razão.
Mas nenhuma felicidade é possível se a gente não olhar pelo menos um pouquinho para os lados e fazermos algo por quem tem menos que a gente.
Acredito que se poderia fazer da Copa do Mundo um evento social também, com parte das rendas e dos "bichos pagos" para amenizar alguns males do mundo.
É...mas eu sou uma sonhadora!
Um beijo

Felipe Foroni disse...

Fico muito feliz, ao ver que consegui fazer alguém pensar em coisas maiores, com um texto que eu escrevi, sem grandes pretenções, a não ser transmitir meus pensamentos e preocupações.
Muito obrigado pela visita, e por ter refletido sobre o que é bom para o mundo.
Parabéns, os seus textos são muito bons.
Irei visitar seu blog sempre que possivel.
Abraços

Felipe Foroni disse...

Flavio, em relação ao comentario que você fez no meu blog,
Eu concordo que o mundo tenha melhorado ao decorrer da história, mas discordo que ele não possa melhorar mais. O ser humano tem a capacidade de mudar, de tranformar e de criar. É evidente, que no futuro, com o passar do tempo, a nossa espécie irá melhorar. Charles Darwin defende isso. Diz que estamos sempre mudando, se adptando para consseguir manter a linhagem viva, e no meu modo de ver, praticando atos de bondade, é um dos jeitos de nos firmarmos aqui.
Torcer pelo futebol é muito bom. Eu sou torcedor, sou fanatico, mas não sou cego e egoista. Eu sei que tem muitas pessoas precisando de nossa ajuda, e não digo para não ter Copas, Espetáculos. Digo para sermos mais humanos, mais solidários, e viver com mais amor. Boa sorte para o nosso Brasil. Ainda vivemos na sociedade que ainda tem o Pão e o Circo.
Volte sempre.

Carla P.S. disse...

Dá pra aproveitar essa vida, com a sensação deliciosa de uma continuidade, para fazer o que ainda ficou (ou tu acha que uma vida só é suficiente pra amar todo mundo, aprender tudo o que falta, dizer que "sim, eu te amo, mas tu não me deu outra oportunidade..Ou ao menos eu achava isso")??

Eu assisto a copa do mundo socialmente, assim como falo mal dos seres humanos socialmente: não boto fé que seja pra sempre ambas ações...

Zeca Pagodinho, cerveja, o país do futebol, o mundo agindo de forma intensa (com todo seu preconceito e agressividade)...
Não vou perder a copa quando o Brasil jogar, mas também não perderei essa, e tampouco o resto do resto (depois que o jogo acabar).

Vuvuzelas pra ti.

Anita disse...

Comé que tu sabe da minha Tv?????
uashauhsauhsuha
Putz o sinal digital chegou a pouco temos que aproveitar pow!
E não vem xoxando a vida da Gaúcha!Minha parte eu tô fazendo em favor dos pobres sofredores, tô diminuindo um (no caso eu), pois seria infeliz se não visse a copa com a minha vuvuzela se acabando (por mais que no primeiro jogo a vuvuzela quase não soou) haushaushauhsa
É isso mesmo Flávito é cheio de gente pobre e triste,o povo paga pra se entristecer pow, mal começou a copa e já tem sujeitinho xingando o Dunga (trii gaúcha) hauhsuahsa
Calma ae táh.E já fiz minha boa ação fiz uma pobre feliz esse ano (euzinha da silva sauro) ;)
E da-lhe brazil!! opa Brasil.

Ana SS disse...

Muito pertinente a sua reflexão.
É preciso recalcarmos muitas coisas para poder gozar da vida...

Ana SS disse...

(ps: Ainda não li Leviata, Flávio. Vou procurar!)

Denise disse...

quando eu morrer...
ate lá

ha de aproveitar.
e se puder fazer algo em prol daqueles mais necessitados.........porque não

Denise......a v q adora trabalho voluntário ........e não gosta de futebol(rs)

afagos de saudades