Páginas

domingo, setembro 09, 2007

What day is today ?

Mais uma semana desta invejável vida de CEO ...
Sete da noite saio de casa rumo ao Neblinão (aeroporto internacional de Guarulhos). Check in pessoal (rápido, já que embarquei de executiva), check in de equipamentos (um aprimoramento burocrático, que acrescenta exóticos 20 minutos ao processo de embarque), fila para o raio-X (menos de 40 minutos), passagem rápida pela polícia federal, um par de horas de espera para o embarque final e, voilà ... após 15 minutos taxiando pela pista, o avião ganha impulso, as turbinas rugem (mais timidamente do que gostaria), o avião acelera, aproxima-se do final da pista, os passageiros nervosos gritam e o avião, finalmente decola.
Na cabine de comando, piloto e co-piloto, ambos cegos, contratados como parte do programa de inclusão de pessoas com necessidades especiais, suspiram aliviados. O co-piloto comenta:
- Se um dia eles não gritarem, sei não ...
Vôo tranquilo, comida razoável, comissários e aeromoças muito simpáticos.
Observei com atenção ... não praticaram sexo. Esse é um dos principais indicadores de confiança da equipe de bordo na segurança do vôo. Se houvesse a possibilidade de queda, certamente não deixariam de aproveitar essa última oportunidade.
Aterrisagem perfeita. Com reverso e tudo.
Demos sorte (eu e meus colegas de meetings). Nosso vôo pousou primeiro e comos estávamos na executiva, chegamos antes à fila da polícia para o processo de re-digitalização das digitais.
Em pouco mais de 50 minutos estávamos liberados para brincar de "onde está sua mala".
Pasmem... o policial falava português !!! Ou quase, o que já é muito fora do Brasil. E o cara da aduana também ... Gente de visão, preparados para quando os EUA incorporarem definitivamente a Amazônia.
E ... aqui estou eu, no hotel, após mobilizar a equipe em Sampa para fazer o novo celular funcionar. Foi quando dei-me conta de que é domingo em São Paulo.
Aqui em Miami, é apenas mais um dia na vida de um executivo de multi-nacional. Almoço de negócios, reunião de board à tarde ... e-mails e preparação de apresentação à noite ... seguidos de mais 4 dias idênticos até o momento da volta.
Não dá para reclamar. Ganho bem, faço muita coisa que gosto e tenho autoridade e responsabilidade para ajudar bastante gente. E, de um modo geral, sobra algum tempo para diversão (embora a namorada esteja comemorando seu aniversário aí em Sampa sem a minha ilustre presença - coisas da vida).
Mas não vai sobrar muito tempo nesses próximos dias para postagens ou comments nos blogs amigos ...
Sorry.

14 comentários:

disse...

Chorei de rir...
Já tava mesmo chorando de chorar por causa do Jorge.
Lindinho você..., e talentoso. Isso sem falar que nos textos nota-se sempre a preocupação (quase sempre implícita)com as outras pessoas.
O olhar não tá no póprio umbigo(rss), mas mirando um horizonte maior, mais amplo, que minimiza os próprios problemas.
Vai ver que é por isso que tá sempre com essa cara feliz...

Ernesto Dias Jr. disse...

Não se engane.
Existe um clube nos EUA, combatido tenazmente pelo FAA: The One Mile High Club.
Tudo que você precisa fazer para ingressar é fazer sexo a mais de seis mil pés de altitude.
Mas tem que ser na cabine, por questões de segurança.
Por isso o passageiro não vê.

Anne M. Moor disse...

Hahahahahahaha - Faz um textos desses em inglês pra "aula" faz... hahahahahahaha
Já que está lá, aproveita...

Ti disse...

Incrível sua capacidade de escrever coisas engraçadas, mesmo das situações mais chatas...

Boa viagem e não se esqueça que na volta comemoraremos bastante... (aliás acho que já comemoramos antes também...)!!!

Muitas saudades... Beijos

Jorge Lemos disse...

Senti falta dos detalhes da demonstração para uso das mascaras.Serpa que já aboliram nas linhas internacionais. Pô, não vôo há muito.
No mais, impecável!

Jorge Lemos disse...

será?

Anônimo disse...

Deus (ou um seu preposto) estava inspirado quando te criou.

Nossa que inspirado vc é, não?

Flavio Ferrari disse...

Jorge, meu velho ... nem te conto ... você acredita que as instruções de segurança são transmitidas pelo circuito interno de TV (alguém mais esperto percebeu que como era sempre igual poderia ser gravado) ... e a aeromoça e o comissário ficam parados no corredor, na mesma posição em que ficavam, mas sem fazer nada ...
Surrealista ...

Flavio Ferrari disse...

Nada mais modesto do que elogiar anonimamente ...

É! disse...

Aaaaaah, quê é isso! Vc diz que vc não está se divertindo mas e esse negócio de brincar de "onde está a sua mala"? MUI-TO-LE-GAL!
Fora que é Miami, lugar onde as pessoas se vestem muito bem; quando está calor vc respira sem a ajuda de aparelhos, pq na verdade, quase NEM respira... DELÍCIA!!

Pensa bem: todo mundo reclama de São Paulo, que é isso, que é aquilo, trânsito, poluição, falta de chuva... Muito melhor fazer essas coisas SUPER LEGAIS no meio do feriado...
NOOOOOOOOOOOOOOOOOOOT!

É! disse...

Aaaaaah, quê é isso! Vc diz que vc não está se divertindo mas e esse negócio de brincar de "onde está a sua mala"? MUI-TO-LE-GAL!
Fora que é Miami, lugar onde as pessoas se vestem muito bem; quando está calor vc respira sem a ajuda de aparelhos, pq na verdade, quase NEM respira... DELÍCIA!!

Pensa bem: todo mundo reclama de São Paulo, que é isso, que é aquilo, trânsito, poluição, falta de chuva... Muito melhor fazer essas coisas SUPER LEGAIS no meio do feriado...
NOOOOOOOOOOOOOOOOOOOT!

zuleica-poesia disse...

Como é bom ver seu rosto sorridente, mesmo que seja em foto!
Voar ainda é possível, não? A gente até chega! Esperamos sua volta com ansiedade.-Abraços-zuleica

Anônimo disse...

Anônimo sim pois reencontros podem ser decepcionantes, é a covardia do owner deste blog em achar que gatuitamente pode sair ameaçando.

doppiafila disse...

Privilegio ou escravidao? As vezes a fronteira é só mental, né? Um abraco, Doppiafila