Páginas

domingo, maio 17, 2009

Na fila da auto-estima


Então, fomos convidados para o aniversário de uma amiga, lá no Lanterna, da Vila Madalena.
Chegamos perto da meia-noite e encontramos uma fila na porta com umas 50 pessoas.
Xuxamos (beijinho, beijinho, tchau-tchau) ! Nunca me dei bem com filas.
De volta para casa, com um bom copo de vinho portugues e fantásticas amendoas "Lime and Chili" da Blue Diamond, fiquei pensando sobre o que leva alguém a ficar um par de horas na fila de uma balada moderninha.
Obviamente, a motivação é estar onde "todo mundo que importa" vai estar. Todo mundo aqui fora querendo estar com todo mundo lá dentro, que já esteve aqui fora querendo estar com quem já estava lá dentro.
E quando você entra .... bingo ! Você é um deles, um "in". Muito melhor do que estar "out".
Ainda que lá dentro seja barulhento e abarrotado de gente. Mas não de qualquer gente ...
É a ressonância da insegurança gerando auto-estima.

28 comentários:

Udi disse...

Pode até ser auto-estima, mas de qual tipo mesmo, hein?!
...adorei o termo "xuxar"!

Anne M. Moor disse...

E perdem de experiençar (é assim) uma noite agradável com quem REALMENTE importa... Escolha boa a de vcs!

Beijos

Érica Martinez disse...

xuxar tem muitos empregos! rsrs

se há a possibilidade de fila, chego cedo, tb detesto essa "pagação". Mas um aviso: balada de final de semana costuma ser "roubada", eu, prefiro recuperar as energias para aguentar as que rolam durante a semana.

PS: se vc acha que no Lanterna rola essa coisa de "auto-estima" e tal, tente imaginar como é o "Secreto", que é o bar do momento das "modelos-e-atrizes-e-ex-BBBs-e-socialites-de-modo-geral"... Ui...

A. Marcos disse...

Fila não é comigo. Tanto mais se for para uma "balada". Afinal "baladas" são sinônimo de diversão e minha diversão acaba quando acaba minha paciência. Logo, não chego a me divertir porque minha paciência acaba na fila.

Deusa Odoyá disse...

Olá meu novo amigo.
Passei para conhecer seu cantinho.
Eu também não tenho paciência de ficar em fila.
Fico xoxando muito.
Uma semana de muita paz,
Beijinhos doces.
Regina coeli.
Aguardo sua visita ao meu cantinho.

Luna Sanchez disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Luna Sanchez disse...

Gosto dessa, cantada pela Paulinha Toller, e teu texto me fez lembrar :

♪ "E quantos uniformes ainda vou usar
E quantas frases feitas vão me explicar
Quem sabe um dia a gente vai se encontrar
Quando os soldados tiram a farda pra brincar" ♫

Não gosto de balada. Meus colegas dizem que sou chata, cheia de manias...pode ser. Prefiro ser chata em ambientes mais agradáveis.

* Estava sumidinha por causa das provas...haja tempo pra estudar tanto.

Beijinho.

ℓυηα

Deise Leal disse...

huuum, por isso, meu caro amigo, que baladas nuca foram meu forte. Odeio filas, filas de banco, de supermercado, de estacionamento e de baladinhas...
Mas será que vou cair numa fila dessas por aí? hahahaha, ainda preciso experimentar as baladas paulistanas, acho que filas serão inevitaveis.
Bjos e boa semana! Pra mim a semana será maravilhosa pois estarei em sampaaaaaa! ADOROOOO!!!
BJOS

Taís disse...

Eu na verdade nunca entendi isso de querer se sentir "in" a qualquer custo. Como se usar roupas de marca e ir à lugares badalados te fizessem ser mais gente, ou melhor gente.
Conheço muuuita gente assim, tenho amigos assim, mas nunca vou conseguir entender porque ficar horas na fila de uma balada me faz melhor do que ficar assistindo um filme na minha casa. Ou porque comprar roupas caras e parcelar em 6 vezes me faz melhor do que comprar as roupas que vestem tão bem quanto e pagar à vista.
Mundinho estranho...
Bjos

Priscila Mondschein disse...

Pois é, horas na fila, fotos animadas para mostrar que vc estava "in"... acho que também sou mais o vinho...
Beijo!

•.¸¸.ஐBruneLLa França disse...

Também não suporto fila! E não fico esperando pra entrar em lugar abarrotado (exceto no restaurante universitário onde eu tenho que almoçar todo dia!)

Beijos e borboleteios

Ana Lúcia Porto disse...

Puxa, já me senti mal assim, numa fila prá balada, quando morava em Sampa. Tudo bem que uma baladinha ou outra até seja legal, se bem que faz anos que não sei o que é isso, mas ficar na fila por muito tempo prá tal, tô fora!! Never more...
Bjus,
Ana Lúcia.

Amanda Arthur disse...

Afi! Fui!
Tô com a Anne. Bom é estar com quem realmente importa.
Minhas amigas de Sampa e eu temos um nome para esses eventos: "baladinha pau no PIII". O pessoal fica tão empinado que parece que tem algo incomodando por lá, sabe?!
Sorry pelo "palavreado xulo", mas é isso.

C. disse...

Putz, Taís disse tudo e mais um pouco. Assino embaixo, pq nao tenho o que dizer, a nao ser a mesma coisa.

marcello disse...

sei não, sei não, as vezes acho que ficamos na fila só pq acreditamos que a "pegada" lá dentro vai ser boa.... mas que fila é um pé, é mesmo!!!!!

Flavio Ferrari disse...

Udi e Érica: cada um xuxa como pode ...

Flavio Ferrari disse...

Anne: te asseguro que nos divertimos bem mais ...

Flavio Ferrari disse...

Marcos: plenamente de acordo.

Flavio Ferrari disse...

Deusa: seja bem vinda ... e nos abençoe.

Flavio Ferrari disse...

Luna: já falei que você é definitivamente uma garota inteligente.

Flavio Ferrari disse...

Deise: se quiser encontrar os blogueiros unidos, mande um mail.

Flavio Ferrari disse...

Tais: seres humanos são curiosos ..

Flavio Ferrari disse...

Priscilla: bem vinda. E viva o vinho.

Flavio Ferrari disse...

Ana Lucia: vai ver já encontrou o que queria ...

Flavio Ferrari disse...

Amanda: essa é você ... educada até quando decide ser chula ...

Flavio Ferrari disse...

c.: tava com preguiça ?

Flavio Ferrari disse...

Marcello: mas tem que ser muiiiitoooo boa para valer a fila. E no meu caso, a parte boa já estava do lado de fora, comigo ...

Suzana disse...

Gostava mais do Lanterna quando não era badalado. O macarrão com nozes de lá era divino!
bjs