Páginas

sexta-feira, maio 15, 2009

Un poquito más ...

Luisa, minha amiga mexicana, entusiasmou-se e mandou mais algumas. Mantive o texto no original em espanhol, para não estragar as explicações ...

"Ese es su perro y el que lo bañe"- Se utiliza para mandar una persona al carajo, cuando tiene un problema que se buscó y quiere que otros o que le avisaron que tendría problemas o que no interfirieron en el proceso, lleven la carga.
" No le pongas tanta crema a tus tacos"- Se utiliza cuando una persona está exagerando sobre algún aspecto
" Cada quien sabe la gorda con la que se llena"- tomando en consideración que una "gorda" es un platillo típico, esto se refiere a que uno no puede estar opinando, especuialmente en cosas de matrimonio o relaciones emocionales, sobre otros, porque cada quien sabe cuales son sus satisfactores emocionales.
" En gustos se rompen géneros y en petates culos"-cada quien tiene la posibilidad de tener su gusto propio y trepar en donde quiera (el petate es una pequeño carpete feito de palha onde os indigenas dormian, e cuando uno está duro, pues es la cama del pobre)
"La neta del planeta"- Es cuando una cosa es verdad, simplificando el pleonasmo de una verdad verdadera
"Pa´que tanto brinco si el llano está parejo"-se usa cuando una persona está haciendo mas escándalo de lo que se amerita, porque no hay problemas.
"Ese guey sólo le busca tetas a las ranas"- es refieriendose a un babaca que busca cosas imposibles de que existan
" Para cabrón, cabrón y medio"- se refiere cuando una persona se quiere pasar de lista, mas es tan explícito que incita a que los otros sean mas cabrones que él y se lo jodan

12 comentários:

marcello alvarenga disse...

maravilhoso!!!!!!

Érica Martinez disse...

eu não sei o que é mais legal: as explicações ou que se "jodan"!!!!!!!!!!!!

HAHAHAHAHAHAHAHA

(AMEI "NADA"!!!)

Amanda Arthur disse...

Saudades da Luisa Hinohosa com suas pérolas! Tive o prazer de escutá-las diariamente do outro lado da divisória por um par de anos. Gracias, Flavio, pelo revival e por algumas novas.
Besitos,
Amanda

Udi disse...

Não resisto em associar a primeira a um similar que em "brasileiro" também é muito bom:

"Ese es su perro y el que lo bañe" = quem pariu mateus que cuide

As explicações são totalmente no estilo Luisa, já "tetas en ranas" y "cabrón y medio", afirmaria que são de autoria da própria Luisa. (...risos!)

Avassaladora disse...

Flávio, sabe que a Érica tem razão!

A dúvida fica entre as frases e as explicações... Cada qual melhor! rsrsrsrs

Deliciosa postagem! jà tinha me deliciado com o primeiro post, agora vem a segunda dose... ótimo!

Besos!

Avassaladora disse...

Estava dando meu votinho...
Afinal seu bloguitio é tudibão!!! rsrsrs

Besos!

Taís disse...

Muito bom! Fiquei aqui lendo em voz alta e soam muito engraçadas, mas as explicações, realmente... imbatíveis.
Bjos

Flavio Ferrari disse...

As explicações são realmente impagáveis.
Essa mexicana, quando está de bom humor, é uma delícia.
Qualquer dia publico os impropérios dos dias em que ela levanta de mau humor....

Ps- só a Luisa para ressucitar o Marcelo Alvarenga ... bem vindo, cara !

Janaina Brum disse...

Do Uruguai, temos:
"No respira que se acaba el aire", para chamar alguém de narigudo!!!

Raquel Mendonça disse...

Adoro essas diferenças idiomáticas!

C. disse...

Engraçado, quando aprendo idiomas nunca aprendo as gírias.

Luisa Fernanda disse...

Que delicia que se divirtieron con las frases...! Y mirenn que hay mas , y versos por si fuera poco