Páginas

segunda-feira, outubro 18, 2010

Dupla jornada

Estava dobrando a roupa da secadora abrindo espaço para a da lavadora enquanto esquentava o feijão, cozinhava o arroz e fritava os x-burguers para o jantar do meu filho, colocando a louça suja na "Consuelo" (minha lava-louças) nos intervalos, quando me ocorreu que isso tinha um certo ar de modernidade.
Sou um pai descasado, vivendo uma relação estável e deliciosa com uma mãe descasada, cada um na sua casa. 
Moro num apartamento relativamente pequeno se comparado aos outros executivos com quem convivo (75m2), tenho uma faxineira que vem em casa uma vez por semana para dar um tapa no apartamento e passar roupas (ou eu teria que usar camisas de "ana ruga").  O resto faço eu mesmo com a ajuda do filhão quando está inspirado.  Cozinho, limpo, lavo, passo (mal) e conserto o que estiver quebrado.  Claro que quando o volume de trabalho no escritório aumenta, a casa fica uma zona ... Mas sempre tem um domingo a noite para arrumar tudo.  E, tenho que confessar, a namorada também ajuda quando a coisa fica preta, embora eu prefira contar com ela para coisas que não posso fazer sozinho.
O curioso é que tenho um grande prazer no cuidar de mim mesmo (e dos filhos).
Lembrei das mulheres que reclamam de sua dupla jornada.   Será porque se sentem socialmente obrigadas a cuidar da casa e o peso da obrigação lhes tira o prazer da tarefa ?

25 comentários:

Isadora disse...

Meu amigo, gostei da sua brilhante participação. Confesso que tenho um braço direito que me ajuda com essas tarefas do lar, mas no final de semana quando tenho que dar uma de Maria, o faço, porém sem obrigação.
Um beijo

Solange disse...

que menino moderno, e bacana, e eficiente... risos...

beijo

Lila disse...

Oi...
Muito legal seu post, mas vc acabou com uma pergunta, posso eu te fazer outra?
Essas tarefas que diz fazer com tanto prazer faz parte de sua rotina e obrigações? Tipo....sai da escritório correndo e pensando que tem uma casa todinha pra ser arrumada,limpa, lavada e secada e ainda está perdendo hora pra fazer o jantar pros filhos que precisam sair voando pra faculdade? rs

Bjs meus !

Ana Lúcia Porto disse...

Vai saber...!! Kkkkk

Mas se está sendo bom prá você, continue assim, prendadíssimo..., rs Eu aprecio muito homens com essas qualidades, embora, seriamos dois iguais, numa mesma casa... Vixe, empregada, prá que, né não!!Rs

Beijos,

e daí? disse...

qualquer pessoa q se sinta socialmente obrigada a QUALQUER coisa, se reclama é porque quer, porque não sabe se respeitar, dizer não ou perceber q o mundo não acaba se algo não for feito a tempo e a hora...ela se julga antes mesmo q alguem o faça....e, como (ainda) tem gente assim, né não???
qto a vc, Parabens, de verdade!

Branca disse...

Moço prendado...rs.
Acredite, sente prazer pq não tem obrigação de fazer isso todo dia e com o tempo contado.


Bjos!

Flavio Ferrari disse...

Não me sinto na obrigação e me permito deixar a louça na pia, a roupa empilhada e a casa por varrer, sempre que não estou com vontade.
Assim como de vez em quando me recuso a pagar contas, cancelo reuniões e costumada dar o cano no psicanalista (quando fazia análise).
Entretanto, sempre consciente das consequencias. Os arroubos de liberdade tem seu preço.
Tenho uma alma "trickster" ...

Carla P.S. disse...

Quem tá de bom humor, dá bom dia as plantas e faz seu próprio suco!!
Foto bacana!
Beijos.

Lila disse...

Teoricamente a liberdade é azul !
Trapaceia as obrigações né?! rsss

Bjs meus.

Pelos caminhos da vida. disse...

Moço prendado, raro hoje me dia...

beijooo.

Ludmila Roumillac disse...

Nossa, para um homem, que eficiência hein... E ainda há quem diga que vcs não fazem mais de uma coisa ao mesmo tempo... Depois dessa tenho q discordar... rsrs

beijoos

Anne M. Moor disse...

O prazer de estar em casa e fazer o que tem que ser feito ou não - dependendo do humor - é algo bem mais do que apenas isso. O buraco é mais em baixo. Eu adoro minha casa e estar nela com alguém ou sozinha. Me sinto bem, me sinto aconchegada pelos anos espelhados em cada coisinha que juntei ao longo dos anos.

Fico triste quando vejo alguém que inventa coisas para não ir pra casa!! Como dizes no teu último post... tem algo muito errado!

Beijos
Anne

Barbarella disse...

Querido respondendo sua pergunta....
Adoro essa dupla jornada..tenho prazer em chegar em casa, depois de um dia todo de trabalho e estudo, e cozinhar pro maridão e pro filhote....ADORO, pra mim não é obrigação, é prazer...
Bem, dizem que a gente cansa...não sei...até lá, sigo com prazer essa jornada!
Bjos e boa semana!

Taís disse...

Bom, pra mim tem dias que é muito irritante. Em outros, encarno a Amélia e saí da minha frente...
Tem dias e dias...
bjos

Luna Sanchez disse...

Bom, eu tenho meu lado Amélia e gosto bem muito dele, já contei isso.

Homem fazendo essas coisas de casa é sexy, eu nem te pediria referências...

Beijo.

ℓυηα

Tathiana disse...

Creio que sim, de certa forma você está certo. Mas as mulheres costumam quadrupla jornada. Porque além de trabalhar, cuidar dos filhos e da casa, tem que estar sempre em forma, com os cabelos impecáveis, de unhas feitas... Essas coisas que a sociedade não impõe ao homem.
Eu, particularmente, odeio tarefas domésticas e prefiro pagar alguém para que faça pra mim (desde que eu tenha condições financeiras para tal).
Gostei do comentário no meu blog, vou te adicionar.
Há de chegar o momento de eu me deixar levar pelas escolhas e começar a tomar decisões (mas primeiro preciso ter certeza de que minhas decisões não vão interferir negativamente na vida do meu filho. Ele é minha prioridade).
Bjs.

Mulher de Fases disse...

Flavio,
Vc tocou no 'ponto chave'...
A maioria das mulheres ainda acredita que precisa ser nota 1000 em todos os quesitos:esposa,mãe,profissional,dona de casa.
Qdo relaxarmos tudo será muito mais fácil e prazeroso.
Abços

Paty Michele disse...

Tbm sou mãe descasada e desencanada. Faço qdo quero e se não faço, não estresso. Minha casa é meu reino, aqui não preciso agradar ng.
Sds, moço prendado!

Ana SS disse...

A dupla jornada de trabalho se torna um problema quando o sujeito se cola nas demandas que acha que deve atender. Aí, não é permitido falhar, errar, postergar, procrastinar.
Mas não sendo assim, há espaço para a brincadeira. Fica simples!!!
Muito bom esse post, Flávio!

Única e Exclusiva disse...

Fico só no carão, fantástico.!

bjos, ú&e =***

consuelo disse...

ei, eu detesto lavar louças!

érica (com preguiça de fazer login disse...

concordo totalmente! (e Amélia é que é mulher de verdade (fica com a parte boa do rapaz! rsrsr))

eu mesma rs disse...

PS: já assistiu Mad Men? muito legal!

Ti disse...

E eu que só tenho de Amélia o nome...

Sentimental ♥ disse...

hum, não tenho prazer nenhum em fazer essas coisas... talvez até a situação mude qndo estiver 'cuidando' de alguém, aí sim acho q terei prazer, até lá... rs