Páginas

quinta-feira, outubro 21, 2010

Histórias para contar

Hoje faleceu meu sogro, vitimado por um ataque cardíaco fulminante aos 81 anos.
Até ontem, tinha muitas histórias para contar.  E contou todas, a quem quis escutar.
Estou certo de que partiu sentindo, até o último momento, que não devia nada a ninguém e que ninguém lhe devia nada.  Soube tirar da vida tudo aquilo que a vida pode dar.
Quando pequeno, entregava os sapatos consertados pelo pai (que era sapateiro) para as damas da sociedade paulistana, e aproveitava para vender verduras que comprava no Ceasa em grande quantidade e dividia em pequenos maços.  Muitas vezes ganhava mais do que o próprio pai.  Não por acaso, virou comerciante, construiu um patrimônio confortável, sustentou sua família e divertiu-se muito ao longo da vida.
Adorava jogar.  Cartas, cavalos, loteria. Sua sorte e talento desafiavam as probabilidades. Ganhava com frequencia. Dois bons casamentos com mulheres diferentes.  A primeira lhe deu uma familia.  A segunda, foi sua grande companheira até seus últimos dias.
Foi muito feliz, a maior parte do tempo.
Nunca quis ser exemplo de nada, embora tivesse convicções inabaláveis sobre o certo e o errado.
Para mim, foi um exemplo de vida.
Um homem que soube viver de acordo com seus princípios, ajudar, amar e respeitar, a sua maneira, os que considerava dígnos de sua atenção.
Nâo é pouco.
Guardarei na memória, com carinho, cada uma das histórias que me contou.  E, de alguma forma, lembrarei dele através de meus filhos, seus netos, nos traços de personalidade que lhes são comuns.
Para ele vai meu último pensamento de hoje, de gratidão por haver tido a oportunidade de compartilhar parte de sua existência, e pelo carinho mútuo.

17 comentários:

Paulinha Costa disse...

É um privilégio ter pessoas assim de quem se lembrar! Meus sentimentos pela perda da presença física.
Você também tem histórias para contar e as conta muito bem. É sempre bom passar por aqui e participar delas através do blog, aprender com elas ou simplesmente saber quais são!
bj

Anne M. Moor disse...

Flávio

Que história bonita de uma pessoa bonita! Um abraço forte pra ti e pros 'meninos' neste momento!

Beijos

Anne

Pelos caminhos da vida. disse...

Meus sentimentos por essa gde perda.

Agora ficou as histórias contadas, as lutas, as vitórias e a sabedoria que ele soube passar a vc e aos seus, isso tudo não tem preço.

beijooo.

Única e Exclusiva disse...

Lindo gesto de gratidão. Faz um bem saber de alguém por tuas palavras. Abraço, reconfortado.

bjos, ú&e =***

Tempestade disse...

Meus sentimentos pela sua perda, mas com você mesmo disse, ele se foi sabendo que não devia nada a a ninguém e que ninguém lhe devia.
É o mais importante!
Grande beijo!

Jaqueline Köhn disse...

Olá Flávio ...

Meus sentimentos...

Que você possa também deixar aos seus filhos lindas histórias, a exemplo de seu sogro!

Um abraço carinhoso ...

Tathiana disse...

Que belo texto de homenagem a alguém que soube viver. Pessoas assim nunca serão esquecidas.
Bjs.

Carla P.S. disse...

Que bom, pessoas divertidas devem ter sua existência mais que celebrada!
Um beijo especial pra ti, e pra ele.

Paty Michele disse...

Bonito isso, Ferrari. Bom que pessoas assim passem por nossa vida e deixem suas marcas positivas.

Batom e poesias disse...

Belo gesto da sua parte.
Nessa vida, é bom ter o privilégio de conhecer pessoas como seu sogro.
Bj

Rossana

udi disse...

Linda homenagem!
Você tem em sua vida pelo menos 2 figuras masculinas fortes e íntegras. Isso deve ter grande influência na sua própria figura masculina: também forte e íntegra.
bj!

udi disse...

...e você anda escrevendo melhor a cada dia (ou texto) que passa!
;)

Flavio Ferrari disse...

Tks, meninas ... vocês são sempre muito gentis comigo ...
Beijos

Taís disse...

Sabe, isso que vc disse sobre o seu sogro ser lembrado em seus filhos... me fez recordar de algo que eu acho. Acho que isso é vida eterna. A descendência. É um algo de vc que sempre vai estar por aqui, nos filhos, nos netos e por aí afora.
Pode ser uma grande bobagem, mas gosto de pensar assim.
bjos

Ti disse...

Suas palavras são lindas e tenho a certeza que pôde transmití-las a ele a cada momento que esteve presente... De alguma forma!

Isso é muito legal em você... Reconhecer o que passa, reconhecer o que passou..

Beijos

Sentimental ♥ disse...

pessoas assim, cheias de vida, de histórias e experiências são um verdadeiro tesouro.
fico feliz q vc tenha tido oportunidade de conviver com alguém assim.
agora ele estará vivo nas lembranças.
bjs

C. disse...

Fiquei pensando qual deles...
mesmo sem saber, sei o que é falecimento de pessoa querida, e meus pêsames!